Agricultura perde empregos, mas ganha qualificação

Agricultura perde empregos, mas ganha qualificação

[Fonte: Expresso]

02.12.2018 às 11h00

Tecnologia. Nos últimos sete anos a automação eliminou 182 mil empregos na agricultura. Mas está a atrair profissionais mais qualificados

A imagem que acompanha este texto poderá ter os dias contados. Poucas são já as explorações agrícolas onde a mão humana nos processos de colheita não foi substituída pela automação. “As que, tendo escala e dimensão relevante, persistem nesta técnica só o fazem porque a evolução tecnológica ainda não se apresenta como uma alternativa viável”, explica Luís Mira, secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP). E serão poucos, garante. A revolução tecnológica em marcha na agricultura nacional está a mudar por completo o emprego no sector.

Nos últimos sete anos, mostram os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a tecnologia e a consequente redefinição do mercado terá eliminado pelo menos 182 mil empregos no sector primário em Portugal. Mas no mesmo período de tempo, o número de profissionais com formação superior a trabalhar na agricultura aumentou 17% no país.

Comente este artigo
Anterior Algumas reflexões sobre o futuro da agricultura de regadio em tempos de reforma da PAC - Tomás Roquette Tenreiro
Próximo Pagamentos do IFAP a 30 novembro de 2018

Artigos relacionados

Dossiers

Oferta de Emprego – Engenheiro Agrónomo/Florestal (M/F) – Sintra

A Planta Livre procura candidato com formação em agronomia e florestal para estágio profissional com urgência.

Últimas

Combate às chamas em Pedrógão Grande evolui de forma favorável

Avelar, Leiria, 19 jun (Lusa) — O comandante operacional da Proteção Civil disse hoje, no primeiro balanço do dia dos fogos florestais que lavram nos distritos de Leiria, Castelo Branco e Coimbra, que o combate às chamas está a decorrer de forma favorável.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_4 span,#wpdevar_comment_4 iframe{width:100% !important;} […]

Últimas

Anadia aprova por unanimidade plano de defesa da floresta contra incêndios

[Fonte: Gazeta Rural]

Facebook
Twitter
Google+
Pinterest
WhatsApp


A Assembleia Municipal de Anadia aprovou, por unanimidade, o novo Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), que define novas regras de limpeza das faixas de gestão de combustíveis. […]