Agricultura e pecuária debatidas em Alcácer do Sal

Agricultura e pecuária debatidas em Alcácer do Sal

“Agricultura de Conservação – Sustentabilidade dos Sistemas Agropecuários” é o tema do colóquio que se realiza sexta-feira (21 de junho), no Auditório Municipal de Alcácer do Sal e que marca o arranque da PIMEL – XXIX Feira do Turismo e das Atividades Económicas.

Promovido pela Associação de Agricultores de Alcácer do Sal, Câmara Municipal de Alcácer e Caixa de Crédito
Agrícola, com cofinanciamento ADL e PDR2020, o colóquio tem a sessão de boas-vindas às 9h e irá abordar a integração entre o sequeiro e o regadio na intensificação sustentável da produção pecuária, a nutrição dos bovinos, sistemas de produção de ovinos, o
futuro da comercialização de bovinos – IBR como barreira comercial, vitelo-max como o vitelo do futuro e apresentação de um caso de sucesso no âmbito do associativismo e perspetivas de comercialização de gado bovino e ovino no futuro.

Para dia 24 de junho está agendado novo colóquio, organizado pela Aparroz e pela ADL – Associação de Desenvolvimento
do Litoral Alentejano, cofinanciado igualmente pelo PDR2020. Intitulado “Os melhores produtos de Portugal para o mundo: internacionalização de PME’s”, o colóquio irá decorrer no Pavilhão Gracieta Baião, a partir das 17h. As temáticas versadas vão passar por:
apresentação do estudo copromovido pela Aparroz e pela ADL “Os mercados potenciais do arroz”; serviços, incentivos e apoios à internacionalização; a internacionalização na primeira pessoa – microfone aberto e
networking.

A PIMEL – XXIX Feira do Turismo e das Atividades Económicas decorre de 21 a 24 de junho (Dia do Concelho),
com exposição de gado e máquinas agrícolas, raid equestre, expositores diversos, concursos de mel, doçaria e petiscos, tasquinhas e espaço criança, comboio turístico, entre outros. A iniciativa é promovida pela
Câmara Municipal de Alcácer do Sal em parceria com
a Associação de Agricultores de Alcácer do Sal e o
Crédito Agrícola Mútuo de Alcácer do Sal e Montemor-o-Novo. Com cofinanciamentos Portugal 2020, conta com o apoio de ADL, Herdade da Barrosinha e Inatel, e os patrocínios
de Anrita, Tintas Barbot, Águas Públicas do Alentejo, Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, SuperBock e Delta.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural .

Anterior Portugal tem 80% da água de que precisa para o verão, garante ministro do Ambiente 
Próximo The Navigator Company cria modelo de gestão de combustíveis baseado na silvo pastorícia para evitar incêndios

Artigos relacionados

Últimas

Decifrado o genoma da ervilha

Uma equipa internacional de cientistas decifrou o genoma da ervilha, um feito que abre perspectivas para a alimentação no planeta.
Para sequenciar o genoma da leguminosa foi preciso ordenar milhares de milhões de cortes de sequências de ADN (material genético). […]

Nacional

Banco Mundial. Moçambique nos dez países que mais ajudam os agricultores

Moçambique está entre os quatro países da África subsaariana e entre os dez países no mundo que mais reformas criou para ajudar os agricultores, […]

Últimas

Cantinho das Aromáticas conquista Great Taste Awards 2019

O Cantinho das Aromáticas conquistou, pelo sexto ano consecutivo, vários prémios nos prestigiados Great Taste Awards, em Londres.
“Em 2019 trazemos para Portugal cinco prémios, […]