Agricultores pedem regresso da caça ao javali para salvar culturas

Agricultores pedem regresso da caça ao javali para salvar culturas

Os agricultores lançam o alerta contra a praga de javalis que aumentou em Portugal por causa do isolamento social, estando a provocar destruição nas zonas rurais.

A caça está proibida, mas os donos das terras pedem ao Governo que autorize os caçadores a pegar nas armas para fazerem o chamado controlo de densidades dos javalis.

“Já nos têm sido reportadas situações de milho já nascido com estragos provocados por javalis. E por isso nós estamos muito preocupados com a situação”, denuncia Jorge Neves, o presidente da Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal – uma das organizações que está a pedir ao Governo um regime de exceção para que a caça ao javali volte ao terreno.

A proibição da caça durante o estado de emergência, conjugada com a menor movimentação de trabalhadores nos campos agrícolas, abriu espaço aos javalis para aumentarem a população no último mês e meio.

O fenómeno é transversal a todo o país, tendo os animais conseguido entrar em alguns terrenos agrícolas quase sem resistência, levando agricultores e proprietário a pedirem ao governo “o controlo cinegético para evitar prejuízos mais graves nas culturas”, sublinha o mesmo Jorge Neves.

A Associação Nacional dos Proprietários junta-se às queixas, numa altura em que, segundo o seu secretário-geral, João Carvalho, já há o “risco de descontrolo” à medida que as ninhadas vão proliferando de Norte a Sul. Avança este dirigente que o pedido de exceção enviado ao Governo terá garantido abertura por parte do Executivo.

“Percebemos que há uma sensibilidade do Governo e do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas para tentarmos resolver este problema, até porque, em última análise, temos em risco o fornecimento de produtos essenciais à população”, acrescenta João Carvalho.

Caso se confirme o controlo de densidade, terá que ser feito com recurso ao método da espera, depois da modalidade da montaria ter terminado em final de fevereiro.

O artigo foi publicado originalmente em TSF.

Comente este artigo
Anterior Reunião da CNA com Ministra da Agricultura
Próximo Previsão de longo prazo - 20 abr. a 17 mai. 2020

Artigos relacionados

Notícias inovação

Digital agriculture workshop highlights radical collaborations

[Fonte: Cornell Chronicle] For grape growers, accurately predicting each season’s yield is key to a successful harvest. Underpredict, […]

Últimas

Moçambique melhor a produzir mandioca e batata doce do que cereais – estatísticas

A produção ‘per capita’ de cereais em Moçambique tem se mantido abaixo do necessário para garantir a segurança alimentar, em contraste com a produção de mandioca e batata doce, que ronda o triplo, indicaram as últimas estatísticas. […]

Nacional

Chuva de outono alivia agricultores algarvios mas não afasta ameaça de racionamento

A chuva que caiu em outubro e novembro no Algarve aliviou alguma da pressão sobre os agricultores, mas não afastou a possibilidade de racionamento da água das barragens para a […]