Agricultores afetados pelos incêndios de 15 Outubro começam hoje a receber 41,5 Milhões de Euros

Agricultores afetados pelos incêndios de 15 Outubro começam hoje a receber 41,5 Milhões de Euros

O Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural procede hoje ao pagamento de 37,68 milhões de euros a 14.542 agricultores, que apresentaram declarações de prejuízos entre 1.054 e 5.000 euros, na sequência dos incêndios de 15 de outubro. Os agricultores dos concelhos de Oliveira do Hospital, Tondela, Arganil, Santa Comba Dão e Vouzela concentram metade da verba agora atribuída.

Cinquenta e cinco por cento (55%) deste valor é pago diretamente através de transferência bancária para a conta dos agricultores, sendo os restantes 45%  pagos por vale postal, no prazo de cinco dias úteis, a 6.650 agricultores que não possuem conta bancária.

O valor de 37,68 milhões de euros, pago pelo Ministério da Agricultura, corresponde a 75% do valor da totalidade do pagamento (50,20 milhões de euros), sendo o remanescente pago após a conclusão das ações de controlo, em curso, das candidaturas apresentadas.

A este valor acresce o montante de 3,78 milhões de euros, pago pelo Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social a 6.025 agricultores que apresentaram declarações de prejuízo até 1.053 euros.

Na totalidade, o Governo atribui  agora  o valor de 41,5 milhões de euros a 20.567 agricultores afetados pelos incêndios de 15 de outubro com prejuízos até 5 mil euros.

O pagamento agora efetuado só foi possível dada a dedicação dos funcionários do Ministério, assim como o empenho das organizações de produtores e das autarquias envolvidas.

Comente este artigo
Anterior Questionário: Projeto Chronocrops testa app para o setor agroalimentar
Próximo Falecimento da Eng.ª Maria Antónia Figueiredo

Artigos relacionados

Últimas

Cáritas recebeu mais de 900 mil euros de donativos


A Cáritas de Coimbra anunciou ontem ter recebido donativos em numerário que ultrapassam os 900 mil euros para ajudar as populações de Pedrógão Grande, […]

Últimas

COPA-COGECA avalia impacto da Covid-19 nos setores agricultura, floresta e pescas

O Comité das Organizações Profissionais Agrícolas – Comité Geral de Cooperação Agrícola na União Europeia (COPA-COGECA) produziu um […]

Sugeridas

Governo. Prioridade à proteção civil e floresta e atenção aos antigos combatentes, diz Costa

A coesão territorial, o planeamento, a proteção civil e a floresta são prioridades refletidas na orgânica do XXII Governo Constitucional, que também dará “maior atenção” […]