Açores/Eleições: Pedir fundos de Bruxelas para laticínios em barra “não é negócio” – IL

Açores/Eleições: Pedir fundos de Bruxelas para laticínios em barra “não é negócio” – IL

O líder do Iniciativa Liberal/Açores, Nuno Barata, considerou hoje que reivindicar mais fundos comunitários de Bruxelas para o POSEI e a exportação para vender manteiga ou queijo em barra “não é negócio”.

Para Nuno Barata, “reclamar de Bruxelas mais verbas para o POSEI – Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas, e apoios à exportação para continuar a vender manteiga, queijo em barra e leite em pacotes ‘tetra pack’ não é negócio, porque o resultado vai ser sempre o mesmo”.

O dia de campanha de hoje do dirigente do IL/Açores, que é também cabeça de lista por São Miguel e pelo círculo de compensação às legislativas regionais de 25 de outubro, foi dedicado à agricultura, com uma visita à exploração agrícola da Boa Fruta, no denominado Prédio das 20 Estufas, nas Laranjeiras, em Ponta Delgada.

Nuno Barata apontou a necessidade de diversificar a agricultura e criar valor acrescentado, como “duas questões que não podem estar dissociadas”, adiantando que não se pode “continuar a fazer igual”.

O dirigente exemplificou referindo que “se no século XIX as ilhas estavam plantadas de laranjais e se ganhava imenso dinheiro com isso, construindo-se palácios e palacetes, com todos a enriquecer, se tivesse havido Bruxelas a pagar POSEI para continuar a produzir laranja que adoecia, e que não tinha mercado, provavelmente hoje não se produzia leite, mas sim laranja com moléstia para enterrar e receber subsídios da União Europeia”.

O cabeça de lista quer que os fundos comunitários sejam canalizados para “inovação tecnológica e valor acrescentado dos produtos”, apontando que a indústria de laticínios “faz sempre mais do mesmo, havendo quatro fábricas nas ilhas de São e Terceira que produzem o mesmo tipo de produto, de baixíssimo valor acrescentando”.

A visita à exploração agrícola da Boa Fruta no Prédio das 20 Estufas – que para Nuno Barata é uma empresa inovadora, a fazer bem a ligação entre as culturas tradicionais, a agricultura e o turismo – serviu para afirmar a necessidade de “criar emprego para o futuro e gerar novas atratividades para quem visita os Açores”.

Para o dirigente do IL/Açores, este é um exemplo de como uma empresa, que possui a particularidade de produzir ananás em estufa de vidro, “cria valor acrescentado e emprego diferenciado”.

Concorrem aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional 13 forças políticas: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP. Estão inscritos para votar 228.999 eleitores.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

O PS governa a região há 24 anos, tendo sido antecedido pelo PSD, que liderou o executivo regional entre 1976 e 1996.

Comente este artigo
Anterior Município de Almeida aprova apoios no âmbito do Plano ao Desenvolvimento Agrário e Comercial
Próximo Previsão período alargado - 19 out. a 15 nov. 2020

Artigos relacionados

Notícias inovação

Insetos como fertilizante orgânico: potencialidades de utilização nos solos

A previsão do aumento da população mundial tem induzido à necessidade de desenvolvimento e intensificação da agricultura, muitas vezes com práticas nocivas para os solos. […]

Últimas

Fileira Europeia da Castanha reuniu em Portugal e pediu mais apoio para aumentar a produção

O apelo foi lançado durante o X Encontro Europeu da Castanha, decorrido em Trancoso e Penedono, entre os dias 12 e 13 de setembro de 2019, […]

Últimas

Frubis lança dois novos produtos da gama Choco

“Morango com chocolate negro” e “Maçã com chocolate negro” são os dois novos produtos da gama Choco, da Frubis. Estes produtos disponibilizam morango e maçã […]