A Terra e os Homens – Episódio 4

[Fonte: Agro.ges] O tema central do episódio 4 da “Terra e os Homens” é o processo de regadio, como tem vindo a ser desenvolvido em Portugal, os obstáculos que enfrentou e a sua importância no futuro do setor agrícola.

Um dos principais desafios da agricultura portuguesa é a sua posição de competição no mercado comunitário e mundial. No entanto, Portugal tem uma grande vantagem nesta competitividade futura: as suas condições ecológicas e a disponibilidade de água para rega. Na verdade, quase todos os setores onde somos competitivos estão diretamente relacionados com o regadio. Os números falam por si: apesar da distribuição desigual e apenas 1/6 da superfície agrícola do continente se encontrar submetida e adaptada ao regadio, as regiões norte e do centro litoral (representantes de 1/3 da superfície agrícola), possuem 75% da área irrigada, o que se traduz numa grande importância estratégica no mundo rural português.

Nas últimas décadas tem-se notado um grande esforço e investimento significativo no âmbito dos regadios, tendo sido introduzidos cerca de 40.000 novos hectares e terem-se investido em novos métodos de rega. No entanto, todos estes melhoramentos não têm sido suficientes, quando mais de 75% dos terrenos estão a necessitar de obras urgentes e profundas e existem grandes restrições orçamentais.

A verdadeira questão prende-se na forma como os regadios possam vir a desempenhar o papel que lhes cabe na promoção da competitividade da agricultura portuguesa com os relativamente escassos recursos postos à sua disposição até ao final do século. A perspetiva final? Existem condições técnicas para quase duplicar a área atual de regadio. O objetivo será que, nas próximas décadas, haja uma expansão das áreas regadas em Portugal que corresponda a essa mesma metade de potencialidade económica.

Neste programa foi convidado o Professor Luís Santos Pereira, do Instituto Superior de Agronomia, que discutiu a importância de tanto aumentar a área de regadio em Portugal, como proceder à reabilitação e modernização do regadio existente, frisando que obstáculos são necessário ultrapassar e que métodos é que se podem adotar. O professor universitário Francisco Avillez ficou responsável pelo comentário da semana.

Comente este artigo
Anterior Novo inventário florestal apresentado numa “questão de dias”, diz ministro da Agricultura
Próximo Exportação de carne de suíno para a China

Artigos relacionados

Vídeos

Faça Chuva Faça Sol – T.2 Ep. 9

Neste programa, viajamos até ao prado alentejano para conhecer duas raças melhoradoras de bovinos: a charolesa e a limousine. […]

Vídeos

Agro.Ges na Agroglobal

Comente este artigo

#wpdevar_comment_2 span,#wpdevar_comment_2 iframe{width:100% !important;} […]

Vídeos

Faça Chuva Faça Sol – T.2 Ep. 7

Neste programa, a protagonista é a batata, produto muito característico na gastronomia de quase todo o mundo. Em Portugal, além de ser apreciado no prato, a batata é também um produto agrícola que tem crescido em termos de produtividade […]