A quinta da ANIPLA, situada na Companhia das Lezírias, foi o local escolhido para receber o projeto “Girl Move”.

A quinta da ANIPLA, situada na Companhia das Lezírias, foi o local escolhido para receber o projeto “Girl Move”.

Lisboa, 31 de Outubro 2018
Smart Farm acolhe iniciativa de empoderamento de mulheres moçambicanas
Ontem, dia 30 de outubro, a Smart Farm recebeu a visita de uma jovem natural de Moçambique, integrada no projeto “Girl Move” e do seu programa “CHANGE – Estágios de vida 2018”.
Sónia Massicame, licenciada em Engenharia Agronómica, foi recebida na quinta inteligente da ANIPLA, na Companhia das Lezírias, onde teve a oportunidade de assistir e participar em diversas atividades práticas ligadas ao uso seguro e sustentável de produtos fitofarmacêuticos.
Na visita guiada à Smart Farm, local de referência em território português para as áreas da inovação técnica e científica na produção agrícola, a jovem recém-licenciada em Agronomia assistiu presencialmente a demonstrações de técnicas e equipamentos pioneiros em Portugal, adquirindo formação sobre as melhores práticas agrícolas e sobre a utilização segura de produtos fitofarmacêuticos.
Para António Lopes Dias, Diretor da ANIPLA, “Foi com grande sentido de responsabilidade que acolhemos esta jovem empreendedora na nossa quinta inteligente. Numa altura em que a produção agrícola enfrenta diversos desafios, é especialmente importante dotar estas jovens de competências e ferramentas que lhes permitam ser verdadeiros agentes de mudança nos seus países de origem.”
Esta visita contou com o apoio da DGAV e esteve enquadrada numa formação do projeto TOPPS que a Anipla desenvolve em parceria com a Confagri e com a CAP e que reuniu um grupo de formadores e técnicos ligados à área da aplicação de produtos fitofarmacêuticos.
O Girl Move é uma iniciativa de liderança e empreendedorismo dirigida a mulheres moçambicanas recém-licenciadas ou mestres em áreas estratégicas de desenvolvimento do seu país como a agricultura, o ambiente, a educação, a engenharia, gestão, etc, dotando-as de ferramentas de mudança no seu país de origem. No âmbito deste projeto que recebeu mais de 700 candidaturas, Portugal acolheu este mês, 31 jovens de Moçambique.

Comente este artigo
Anterior InovCluster com balanço positivo da SIAL Paris 2018
Próximo Fórum Agrogarante “Conversas de Agricultura” - 13 de novembro - Ponta Delgada

Artigos relacionados

Comunicados

Nova gestão florestal discutida na Agroglobal em parceria com a UNAC

CELPA – Associação da Indústria Papeleira e UNAC – União da Floresta Mediterrânica juntam-se para organizar o seminário “Floresta global”  amanhã, entre as 14H30 e as 18H00, na AGROGLOBAL (Valada do Ribatejo). Temas como silvopastorícia e regadio serão debatidos.
PROGRAMA:
14H30 – Sessão de Abertura
Carlos Vieira, […]

Comunicados

ADACO: Obras hidroagrícolas – Central Termo-electrica

Obras hidroagrícolas – Central Termo-electrica
Obras no Vale do Pranto
Governo tem que assumir a sua execução
Central termo-elétrica de lares
Que impacto na produção de arroz
Em 2018 assistimos ao anúncio com pompa e circunstância do Governo, de que as Obras no Vale do Pranto iriam arrancar no final do mesmo ano. […]

Certificação e gestão florestal

2BForest apresenta seu grupo de Certificação em Evento da ESAC, 24/02/2018

2BForest apresenta grupo de certificação de matas “2B_Forest_Group” no seminário “A IMPORTÂNCIA DA CERTIFICAÇÃO FLORESTAL | PERSPECTIVAS FUTURAS”, dinamizado por estudantes do 2º ano de Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superior Agrária de Coimbra,  no âmbito da U.C. Política e Certificação Florestal do Mestrado de Recursos Florestais, […]