A produção de carne bovina na Europa a beneficiar da Rede de Inovação de Carne de Bovino, projeto financiado pela UE

A produção de carne bovina na Europa a beneficiar da Rede de Inovação de Carne de Bovino, projeto financiado pela UE

23-24 junho, online – BovINE, a primeira rede transeuropeia de produção de bovinos a receber financiamento da UE, vai realizar on-line as reuniões do projeto para todos os parceiros e associados, durante as quais o seu site e a plataforma “BovINE Knowledge Hub”, serão lançados. A rede BovINE agrega investigadores, consultores, agricultores e outros actores relevantes da cadeia de produção de carne de bovino, de nove estados membros da UE e pretende estimular o intercâmbio de conhecimentos e ideias a nível internacional, e encontrar soluções para o espectro de desafios que o sector atualmente enfrenta.

O website do BovINE e a plataforma Knowledge Hub podem ser acedidos em www.bovine-eu.net (nota: lançada às 09:00 de 3ª feira 23 junho 2020). Uma e-newsletter com notícias e informações quanto às actividades do BovINE, será enviada regularmente a todos os que se inscreverem enviando um e-mail para [email protected] ou no website.

A coordenadora do projeto Professora Maeve Henchion, Teagasc, refere: “A rede BovINE fornece uma oportunidade única para o sector da produção de carne bovina na Europa trabalhar em conjunto para partilhar conhecimento e co-criar soluções. Todos os criadores de carne de bovino da Europa podem tirar proveito das oportunidades e canais que o projeto BovINE fornece, e não só os Estados Membros representados pelos parceiros no projeto.”

O conhecimento será gerado e diretamente partilhado na plataforma Knowledge Hub (repositório de conhecimento) e passando pelos seguintes quatro temas interrelacionados:

  • resiliência socioeconómica,
  • saúde e bem-estar animal,
  • eficiência da produção e qualidade da carne
  • e sustentabilidade ambiental.

O Hub foi projetado para permitir que todas as partes interessadas, particularmente os agricultores que enfrentam esses desafios e áreas temáticas todos os dias, possam não só ter acesso a inovações e boas práticas de uma forma imediata, mas possam também eles próprios contribuir com o seu conhecimento. O conteúdo será construído ao longo do tempo.

O BovINE nomeou um Gestor de Rede para cada um dos 9 países parceiros diretamente envolvidos no projeto, e que terão a responsabilidade de envolver todos aqueles que estejam ligados à produção de carne bovina na identificação de problemas de raiz, desafios prementes ao nível da produção, e que possam de alguma forma facilitar e promover o trabalho conjunto para encontrar soluções para estes desafios. Os grupos definidos no âmbito do projeto a trabalhar nas quatro áreas temáticas, irão igualmente identificar e partilhar, por via da “Knowledge Hub”, as inovações resultantes de investigação e de outras fontes, bem como boas práticas já em vigor.

Os parceiros nacionais neste consórcio são a Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa e a PROMERT S.A., Agrupamento de Produtores de Bovinos Mertolengos S.A.. O Professor Humberto Rocha, da PROMERT, coordena o BovINE Regional Network Portugal. Esta rede na fileira de produção de carne bovina, envolve produtores, associações de produtores, indústrias transformadoras, investigadores, consultores, médicos-veterinários, e outros intervenientes da fileira. Este network regional pretende identificar necessidades prioritárias e constrangimentos na produção, identificação de boas práticas e troca eficiente de conhecimento. A coordenadora do parceiro FMV no Projeto Bovine,  Professora Magda Aguiar Fontes, refere: “enquanto parceiros deste projecto estaremos particularmente envolvidos na co-coordenação da área temática resiliência sócio-económica, e faremos ainda parte dos grupos de trabalho específicos das áreas temáticas dedicadas à saúde e bem estar animal e à eficiência da produção e qualidade da carne. O facto das reuniões do projeto decorrerem online, um imperativo no contexto actual dadas as restrições impostas pelo Covid-19, mostra bem o empenho de todos os parceiros e partes interessadas, no sentido de mesmo assim conseguir levar a cabo uma partilha de conhecimento e discussão de ideias e experiências, de forma a poderem contribuir para uma cadeia de valor de carne de bovino mais sustentável e de acordo com as exigências do mundo atual.”

Comente este artigo
Anterior Decorreu entre 15 e 19 de junho, o curso “Uso de Máquinas Pesadas na Prevenção e no Combate a Incêndios Rurais”
Próximo Processos de Venda de direitos de exclusividade para comercialização de variedades

Artigos relacionados

Sugeridas

Produtos vínicos. Declaração de Existências termina dia 10

A apresentação da declaração de existências (DE) constitui uma obrigação de todos os detentores de produtos vínicos, reportando-se aos volumes detidos a 31.07.2019. […]

Notícias florestas

Incêndios: Comissário diz que Europa está pronta a ajudar Portugal em caso de necessidade

O comissário europeu para a Ajuda Humanitária garantiu hoje que Portugal terá todo o auxílio que necessitar para combater incêndios, através do novo Sistema Europeu de Proteção Civil (rescUE) e insistiu em pedir desculpa pela falta de ajuda em 2017. […]

Blogs

Largadas de Torymus sinensis realizadas na Região Autónoma da Madeira em 2019 – resultados

Cinco anos após a deteção do primeiro foco de Dryocosmus kuryphilus Yasumatsu (vespa-das-galhas-do-castanheiro) em Portugal, e três anos após […]