A Fenapecuária e as suas associadas promovem a atividade agro-pecuária na Região de Torre de Moncorvo

A Fenapecuária e as suas associadas promovem a atividade agro-pecuária na Região de Torre de Moncorvo

[Fonte: Fenapecuária] A FENAPECUÁRIA – Federação Nacional das Cooperativas de Produtores Pecuários juntamente com o Município de Torre de Moncorvo e o CLDS Moncorvo 3G, organizam a II Exposição de Empresas, Emprego e Empreendedorismo, que tem lugar de 20 a 23 de julho, no Largo da Corredoura, em Torre de Moncorvo.

Nesta região e especialmente no concelho de Torre de Moncorvo, em que existe uma forte ligação à agricultura e também à pecuária, temos o solar da Ovelha Churra da Terra Quente, cuja Entidade Gestora do Livro Genealógico é a Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Churra da Terra Quente (ANCOTEQ), sediada em Torre de Moncorvo e que engloba os concelhos de Vila Flor, Carrazeda de Ansiães, Vila Nova de Foz Côa, S. João da Pesqueira, Alfandega da Fé, Mirandela, Macedo de Cavaleiros, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta.

Dada a importância da criação de gado nesta região, destacamos também o trabalho realizado pelas associadas da FENAPECUÁRIA, designadamente a Cooperativa dos Produtores de Leite de Ovinos da Terra Quente (QUEITEQ), que efetua a recolha do leite dos seus associados para elaboração e promoção do Queijo Terrincho DOP e a Cooperativa dos Produtores de Carne de Ovinos da Terra Quente (OVITEQ), que recolhe os borregos dos seus produtores para comercialização, promovendo assim o Borrego Terrincho DOP. A FENAPECUÁRIA por seu turno, apoia as suas associadas, na promoção e divulgação desta raça autóctone bem como dos seus produtos, cuja qualidade é reconhecida e certificada. 

Na II Exposição de Empresas em Moncorvo, estas organizações irão realizar vários concursos, entre eles: “Raça da Churra da Terra Quente e Cabra Serrana” em que participarão 23 produtores com cerca de 92 animais; “Cão de Gado Transmontano” com 16 animais e o concurso de matilhas, que contará com a presença de 25 matilhas e cerca 300 animais. Contamos ainda com uma exposição permanente, constituída por mais de 50 animais de diferentes tipos.

Numa realização conjunta da CONFAGRI e da AATM , realiza-se no  dia 23 de Julho, às 14h30, na Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo  o colóquio “O Investimento Agrícola na Região de Torre de Moncorvo – Balanço e Perspetivas de Futuro”, no qual reputados especialistas,  irão analisar as dinâmicas de  Investimento agrícola nesta região, particularmente nos setores da olivicultura, viticultura e da amêndoa.  

O Diretor da FENAPECUÁRIA

João Barros

Comente este artigo
Anterior Formação em Coimbra sobre fertilidade e compostagem
Próximo PSD defende mais dinheiro no PDR 2020 para apoio aos jovens agricultores

Artigos relacionados

Comunicados

SNIRA – Novas guias de circulação animal 2017

[Fonte: IFAP]
Informa-se que foram introduzidas alterações no formato das Guias de Circulação de Animais no SNIRA, […]

Comunicados

Millennium bcp e confederação dos agricultores de portugal (CAP) assinam acordo de cooperação

O Millennium bcp e a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) acabam de celebrar um Protocolo de Cooperação que estabelece termos e condições financeiras preferenciais, […]

Comunicados

Ovibeja recebe segundo “Encontro BPI com Empresas” sobre a racionalização da água na agricultura

O BPI arrancou na Ovibeja com a segunda etapa da iniciativa “Encontros BPI com Empresas”. Mais de 130 gestores e empresários participaram no seminário onde foi debatido o tema da racionalização da água na agricultura e o impacto de Alqueva para o desenvolvimento da região […]