4º Congresso Mundial de Bioestimulantes – 18 a 21 de novembro – Barcelona

4º Congresso Mundial de Bioestimulantes – 18 a 21 de novembro – Barcelona

[Fonte: Voz do Campo]

A quarta edição do Congresso Mundial de Bioestimulantes será realizada de 18 a 21 de novembro de 2019 no Fairmont Rey Juan Carlos I – Palau de Congresos da Catalunha, em Barcelona

De acordo com a organização, que é dirigida pela revista New Ag International, espera-se que 40 patrocinadores participem distribuídos em três categorias de ouro, prata e bronze, mais de 100 expositores e mais de 1.000 delegados. Este encontro bienal, de natureza técnico-científica, reúne os principais especialistas internacionais com o objetivo de analisar e rever os mais recentes conhecimentos, tendências, inovações ou desafios do setor bioestimulante.

As sessões serão desenvolvidas em cinco sessões cujos eixos temáticos são: o uso de bioestimulantes para melhorar o desempenho e a tolerância ao estresse abiótico; o uso de bioestimulantes para melhorar a nutrição, o desenvolvimento e a qualidade das plantas; mecanismos de bioestimulação e relações estrutura-função, desenvolvimento de novos bioestimulantes: novos objetivos, fontes e ferramentas de detecção e, finalmente, boas práticas, tendências de mercado e legislação.

Comente este artigo

O artigo 4º Congresso Mundial de Bioestimulantes - 18 a 21 de novembro - Barcelona foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior Feira mundial de máquinas e equipamentos agrícolas: Agritechnica 2019 - 10 a 16 de novembro - Hanover, Alemanha
Próximo Cotações – Suínos – Informação Semanal – 24 a 30 Junho 2019

Artigos relacionados

Nacional

Oferta de emprego – Engenheiro Agrónomo (M/F) – Odemira

A Maravilha Farms encontra-se a recrutar um (a) Engenheiro (a) Agrónomo (a).

Últimas

Seis motivos para conhecer os vinhos do Dão

[Fonte: Gazeta Rural]
Elegante e inesquecível são alguns adjetivos usados para traduzir os vinhos produzidos na região do Dão, […]

Nacional

Ação popular contra o Estado exige apoio para “milhares de pessoas”

[Fonte: SAPO 24]

“As vítimas não são pedintes, são cidadãos que foram lesados por um Estado que não foi capaz de prevenir o fogo, […]