2ª Edição do Mondego Agrícola 2019 Feira das Culturas

2ª Edição do Mondego Agrícola 2019 Feira das Culturas

Realizou-se no passado dia 6 de setembro a 2ªedição do Mondego Agrícola 2019, Feiras das culturas. Uma iniciativa promovida pela Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte com a colaboração da Câmara Municipal, Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro e Cooperativa Agrícola do Concelho de Montemor-o-Velho. Este evento teve por objetivo reunir os agricultores com as principais empresas e entidades que cooperam com o setor agrícola na Região Centro, muito em especial no Vale do Mondego. Não só permitiu um intercâmbio de conhecimentos e tecnologias entre técnicos, fornecedores e agricultores, como mediou contactos e negócios.

Os visitantes tiveram oportunidade de visitar os ensaios de milho, arroz e batata e os diversos expositores, bem como assistir às palestras com temas da atualidade. No período da manhã discutiu-se a política agrícola comum pós 2020 com a intervenção do Dr. Bruno Dimas do GPP. Este painel teve a moderação do Sr. Diretor Regional da DRAPC tendo como comentadores representantes da CONFAGRI, CNA, AJAP, CAP, CAC, CAB e CACMV. No período da tarde foi apresentado o que mais há de inovação no âmbito da agricultura de precisão para a agricultura da região. Neste painel foi orador o Prof. Ricardo Braga do ISA, tendo como comentadores os técnicos especialistas representantes das marcas presentes na feira. Houve, ainda, várias demonstrações com máquinas agrícolas, sendo que os agricultores e técnicos tiveram a oportunidade de observar detalhadamente e experimentar máquinas e equipamentos agrícolas, nomeadamente, ceifeiras, tratores e alfaias, pautando por um certame 100% profissional. Nesta Feira fizeram-se representar as cooperativas da região e as principais empresas do setor das sementes, produtos fitofarmacêuticos, fertilizantes, equipamentos agrícolas e empresas relacionadas com o escoamento dos produtos agrícolas da região. O evento privilegiou o caráter técnico e profissional da agricultura, permitindo promover as potencialidades do Baixo Mondego, com especial ênfase nas culturas do milho, arroz e hortícolas.

Esta 2ª edição decorreu com sucesso, quer pelo número de empresas participantes quer pelo número de agricultores e técnicos que visitaram o evento. Como tal, a organização, depois de ouvir as opiniões de vários agricultores, técnicos e representantes de diversas entidades e empresas, considera pertinente a sua reedição em 2021.

Comente este artigo
Anterior II Seminário Internacional AlmondPT “O Potencial e a Rentabilidade da Cultura da Amêndoa”
Próximo ANEB repudia decisão do Reitor da Universidade de Coimbra

Artigos relacionados

Nacional

Disponíveis resultados do último Fórum para o Futuro da Agricultura

Estão disponíveis os resultados obtidos no último Fórum para o Futuro da Agricultura que, no dia 15 de junto, juntou online mais de 700 participantes, […]

Últimas

Indústria do papel quer fazer parte da recuperação verde, investe 100 milhões em sustentabilidade

Altri, DS Smith, Renova e The Navigator Company gerem quase 170 mil hectares de floresta certificada e querem ser “atores fundamentais para […]

Últimas

Faça Chuva Faça Sol – T.3 Ep.48

A Companhia das Lezírias foi constituída em 1836 por um conjunto de empresários que adquiriram terras à rainha D. Maria II, que resolveu alienar as propriedades para tentar equilibrar as finanças públicas. Em 1975, a empresa foi […]