172 milhões de EUR para promover os produtos agroalimentares europeus dentro e fora da UE

172 milhões de EUR para promover os produtos agroalimentares europeus dentro e fora da UE

Durante os próximos três anos, serão realizadas 79 campanhas, abrangendo uma vasta gama de produtos, como os produtos lácteos, a azeitona e o azeite e os frutos e produtos hortícolas.

Phil Hogan, comissário responsável pela Agricultura e o Desenvolvimento Rural, declarou: «A Europa é conhecida em todo o mundo pela qualidade dos seus produtos alimentares e pelo seu património culinário. Os produtores da UE podem contar com o apoio da Comissão Europeia para os ajudar a dar a conhecer a elevada qualidade dos seus produtos dentro e fora da Europa. Tenho viajado por vários países do mundo, como a China, o Japão, o México ou a Colômbia, para abrir novos mercados aos nossos produtos. Estamos perante um grande potencial por explorar.»

Os programas destinam-se a ajudar os produtores do setor agroalimentar da UE a divulgar a qualidade dos seus produtos, com vista a promover os seus produtos na UE e abrir novos mercados. Centram-se em várias prioridades, como a valorização da qualidade dos alimentos europeus com indicações geográficas ou métodos de produção biológica.

Dos 79 programas aprovados, 48 visam países terceiros. Alguns setores de produtos também estão representados de forma significativa. Por exemplo, 23 programas são dedicados ao setor das frutas e produtos hortícolas. Outros setores incluem o queijo e os produtos lácteos.

Este ano, foi afetado um montante total de 97 milhões de euros a «programas simples de promoção», apresentados por uma ou mais organizações proponentes do mesmo Estado-Membro. Um montante adicional de 75,5 milhões de EUR financiará «programas multi», que são apresentados por, pelo menos, duas organizações proponentes de, pelo menos, dois Estados-Membros ou por uma ou mais organizações europeias. Os programas selecionados abrangem candidatos de 19 Estados-Membros.

Contexto

Através do convite à apresentação de propostas lançado em janeiro de 2018, podiam candidatar-se ao financiamento um vasto leque de organizações, como organizações profissionais, organizações de produtores e organismos responsáveis por atividades de promoção no setor agroalimentar. Estas candidaturas foram seguidamente avaliadas e classificadas pela Agência de Execução para os Consumidores, a Saúde, a Agricultura e a Alimentação (CHAFEA) da UE, com a ajuda de peritos externos.

Para mais informações:

Lista das propostas aceites

Política da UE em matéria de promoção dos produtos agrícolas

O artigo foi publicado originalmente em Comissão Europeira.

Comente este artigo
Anterior Conselho Europeu de Ministros de Agricultura 15 Outubro - Intervenção de Portugal
Próximo Feijoada vegetariana portuguesa pronta-a-comer compete pelo Pódio Europeu da Inovação Alimentar

Artigos relacionados

Comunicados

SAPEC AGRO apresenta novo posicionamento com renovação de marca

A partir do dia de hoje, 28 de novembro, a SAPEC AGRO assume oficialmente a marca ASCENZA, surgindo no mercado com um posicionamento e imagem renovados. […]

Comunicados

Grupo Crédito Agrícola e ARAN celebram protocolo

O Grupo Crédito Agrícola e a ARAN – Associação Nacional do Ramo Automóvel estabeleceram um protocolo de colaboração em que os elementos da ARAN e respetivos associados passam a ter acesso a condições preferenciais na subscrição de produtos e serviços bancários e de seguros disponibilizados pelo Grupo CA. […]

Comunicados

Novo alerta aos beneficiários: Prazos para autenticação dos termos de aceitação

De acordo com o disposto no nº 2, do Artigo 21º, do Decreto-Lei nº 159/2014, de 27 de outubro, na decisão de aprovação de um pedido de apoio (PA) no âmbito do PDR 2020, […]