VITIS com nova dotação de 50 m€: Ministério da Agricultura valoriza vinhas em modo de produção biológico, agricultura familiar e vinhas históricas

VITIS com nova dotação de 50 m€: Ministério da Agricultura valoriza vinhas em modo de produção biológico, agricultura familiar e vinhas históricas

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, procedeu a um conjunto de alterações à portaria que estabelece as normas de execução do seu regime e determinou a abertura de um novo aviso (campanha 2021-2022) no valor de 50 milhões de euros.

Estas alterações visam dinamizar os investimentos no setor da viticultura e reforçar o regime de apoio à reestruturação e reconversão das vinhas (VITIS) como um dos instrumentos privilegiados de melhoria da competitividade do sector vitivinícola e da qualidade dos seus produtos.

Através da Portaria publicada hoje, em Diário da República, entram nos critérios de prioridade as vinhas que se destinem a modo de produção biológico, os produtores detentores do estatuto da agricultura familiar, as vinhas históricas e os projetos de interesse nacional (PIN).

Há ainda um conjunto de outras alterações que resultam de um trabalho em conjunto com o setor como a possibilidade de candidaturas agrupadas, apresentadas por cinco ou mais viticultores, e o aumento da ponderação para os beneficiários sem candidatura aprovada nos dois concursos anteriores.

Para a Ministra da Agricultura estas medidas de apoio ao investimento são essenciais: “Num tempo de grande incerteza, o setor do vinho tem dado provas de enorme resiliência e capacidade de adaptação. Apesar de especialmente afetado pelo encerramento e constrangimentos do canal Horeca, o que levou à diminuição das vendas no mercado interno, tendo, no entanto, continuado a crescer nas exportações, com um aumento de 3,8% em volume e de 2,4% em valor. Queremos continuar a apostar no seu crescimento, na sua valorização e na nossa capacidade de inovar”.

A apresentação das candidaturas ao regime de apoio à reestruturação e reconversão da vinha (VITIS) deve fazer-se através da página eletrónica do IFAP, e o seu prazo decorre entre o dia 2 de dezembro de 2020 e as 17 horas do dia 15 de janeiro de 2021, de acordo com o Aviso disponível: www.ivv.gov.pt

Comente este artigo
Anterior Green Deal & CAP: FE analysis of ComAgri report
Próximo O azevinho (Ilex aquifolium L.) é uma espécie protegida, pelo que a colheita, o corte total ou parcial, o arranque, o transporte e a venda são proibidos em Portugal continental

Artigos relacionados

Cotações PT

Cotações – Suínos – Informação Semanal – 2 a 8 Setembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
As cotações médias nacionais do porco classe E e do porco classe S mantiveram-se estáveis em relação à […]

Cotações ES

Las lluvias paralizan la recolección de cítricos


Según fuentes de la Lonja de Valencia, se observa un aumento de las compras de cítricos en campo, ante el incremento de la demanda, […]

Comunicados

Pagamentos ao setor agrícola atingem perto de 1600 milhões de euros em 2020

Ao longo do ano de 2020 foram efetuados pagamentos ao sector agrícola e florestal no valor de 1582 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 168 milhões de euros face ao ano anterior. […]