ViniPortugal aposta em acções dirigidas a profissionais do sector na Ucrânia e Rússia

ViniPortugal aposta em acções dirigidas a profissionais do sector na Ucrânia e Rússia

A ViniPortugal vai realizar a partir deste mês de Fevereiro um conjunto de acções promocionais na Ucrânia e na Rússia com o objectivo de reforçar e consolidar a notoriedade dos vinhos de Portugal junto de profissionais e especialistas do sector. Um ciclo de seminários na Ucrânia e a organização de um jantar vínico e de uma masterclass na Rússia marcam o arranque das iniciativas do Plano de Marketing e Promoção da ViniPortugal dirigidas a estes mercados da Europa de Leste.

A Ucrânia constitui um dos novos mercados em evidência na estratégia de promoção delineada pela ViniPortugal para 2021, dando seguimento à evolução positiva e crescente que os vinhos portugueses têm vindo a ter neste mercado. Nesse sentido, a ViniPortugal vai promover em território ucraniano um ciclo de Seminário Wines of Portugal, cuja primeira sessão tem lugar em Março, e que se prolongará até Outubro. A primeira formação será ministrada por Artem Kuzmenchuk, um antigo jornalista de vinhos na Vinofest, autor da revista “Guide to GoodWine”, editor da secção Wine&Spirit em Revista XXL e editor da revista Wine&Spirit do PostEat, que conta ainda no seu currículo a organização de provas para wine experts na Ucrânia, vários artigos sobre regiões vinícolas e a entrevista a várias personalidades ligadas ao mundo do vinho.

Analisando o desempenho das exportações de vinhos portugueses, entre 2015 e 2019 o mercado ucraniano apresentou um crescimento, em valor, de 410,2%. Face ao contexto pandémico de 2020, o mercado surpreendeu ao crescer face ao ano anterior: 52,2% em valor e 56,2% em volume.

Para a Rússia, a ViniPortugal tem previsto em agenda a realização de um jantar vínico, que acontecerá a 25 de Fevereiro, em Moscovo, antecedido pelo seminário “Enjoy the difference of Portuguese Wines”, dirigido a importadores, distribuidores, representantes do comércio a retalho e imprensa. Também em Moscovo, a 4 de Março será promovida a Masterclass na ШКОЛА СОМЕЛЬЕ WINEPEOPLE, com o tema “Portuguese Wines: World of diversity”, destinado a sommeliers, cavistas, importadores, representantes do comércio a retalho e imprensa. Ambos os eventos contarão com a participação de Olga Vyshegorodtseva, chefe de redacção da Wine Mag, que apresentará a versatilidade e diversidade dos vinhos de Portugal.

Os dados relativos à exportação dos vinhos portugueses mostram que, apesar do quadro pandémico, o mercado russo cresceu nos três indicadores: volume (29,2%), valor (31,6%) e preço médio (1,9%), relativamente a 2019.

«A estratégia da ViniPortugal ao longo dos últimos anos tem passado por diversificar mercados e por desenvolver um trabalho sustentado na abertura de novos mercados, embora mantendo sempre uma forte presença nos mercados principais. Em 2021 vamos prosseguir esse caminho, com a convicção que a trajectória de crescimento das exportações terá de continuar com uma postura competitiva no mercado, apostando em saber vender bem, em valorizar a qualidade do nosso produto de modo a conseguirmos aumentar o preço médio», afirma Frederico Falcão.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Presidente angolano satisfeito com crescimento de 5% do setor agrícola em 2020
Próximo Pêro de Monchique volta para dar cheiro à serra

Artigos relacionados

Últimas

Peneda-Gerês precisa de dinheiro e gente para se manter vivo

Único parque nacional comemora hoje 50 anos. Municípios querem fixar população através da agricultura e do turismo. […]

Dossiers

Los corderos ya llevan cuatros meses sin cambios en los precios


Mercado sostenido entre oferta y demanda, con predominio de las repeticiones en los precios de los corderos que ya suman cuatro meses sin cambios y con tendencia a repetir en las próximas semanas a la espera de que esta situación varíe de cara a la campaña navidadeña, […]

Nacional

Comissão Europeia quer maior transparência na comunicação de preços na cadeia de abastecimento

Depois da proibição das práticas comerciais desleais, a Comissão Europeia deu mais um passo para melhorar a equidade ao longo da cadeia de abastecimento alimentar ao apresentar medidas para aumentar a transparência na comunicação de preços ao longo da cadeia. […]