Vinalda distribui vinhos da Quinta Vale D’Aldeia

Vinalda distribui vinhos da Quinta Vale D’Aldeia

A partir de 1 de junho de 2019, a Quinta Vale D’Aldeia, situada na Mêda, vai juntar-se ao portefólio da Vinalda, reforçando a presença da distribuidora nacional naquela importante região, com as marcas Quinta Vale D’Aldeia, Vale D’Aldeia e Infiel.

A Quinta Vale D’Aldeia tem cerca de 200 hectares – sendo 120ha de vinha, 40ha de olival e 10ha de amendoal, na freguesia de Longroiva e a produção atual ronda os 700 a 800 mil litros. A QVA é um projeto familiar que aposta em parcerias estáveis com clientes, na distribuição moderna e no HoReCa, procurando ir ao encontro dos gostos de diversos consumidores, sejam eles mais jovens ou especialistas, e produz vinhos para todas as ocasiões.

Para José Reverendo Conceição, Diretor-Geral e enólogo da Quinta Vale D’Aldeia “esta parceria com a Vinalda representa um importante reforço de todo o trabalho que desenvolvemos até aqui, para podermos continuar a crescer no mercado nacional, uma vez que partilhamos os mesmos valores e desígnios”.

O enólogo da QVA explica que “o objetivo é fazermos vinhos de qualidade com algum volume”, e considera que “os nossos fatores diferenciadores passam pela qualidade e estabilidade da produção – devido à área de vinhas próprias –, bem como pelo perfil diferente dos vinhos: Douro Superior de vinhas de altitude”.

José Espírito Santo, Diretor-Geral da Vinalda, afirma que “ao estabelecermos esta parceria com a Quinta Vale D’Aldeia, a Vinalda pretende não só alargar o seu portfólio no Douro, mas apostar num projeto familiar com forte ligação à terra, que alia a inovação a uma consistente visão de mercado, produzindo vinhos com caráter e frescura”.

A qualidade dos vinhos da Quinta Vale D’Aldeia tem vindo a ser cada vez mais reconhecida em concursos internacionais de renome, culminando com o prémio Revelação Portugal no Concours Mondial de Bruxelles de 2019 – sendo considerado o melhor vinho português, atribuído ao Quinta Vale D’Aldeia Grande Reserva Tinto 2014, no conjunto dos vinhos distinguidos com a Grande Medalha de Ouro.

O projeto, que tem hoje 21 colaboradores, nasce em 2004 quando os irmãos José e João Amado, apaixonados pela agricultura e com vontade de investirem na sua terra, decidem comprar um hectare de terreno com vinha. A partir daí entusiasmaram-se, foram comprando mais terrenos à volta e investindo na plantação de vinha, olival e amendoal. Em 2009, apostaram na construção de uma moderna adega, com capacidade para cerca de um milhão de litros.

A QVA tem Enoturismo, possuindo uma loja e sala de provas, oferecendo a possibilidade de visitas às vinhas e adega, bem como alojamento, uma vez que o grupo tem também o Hotel Rural de Longroiva e a concessão das Termas, a cinco minutos da Quinta.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Elvas recebe seminário sobre ‘A falha na transferência da imunidade passiva em vitelos de carne”
Próximo Embrapa desenvolve uvas adaptadas a regiões semiáridas

Artigos relacionados

Nacional

Cotesi apoia o IX Encontro Nacional de Produtores de Mirtilo

A Cotesi – Companhia de Têxteis Sintéticos vai participar no 9.º Encontro Nacional de Produtores de Mirtilo, que se realiza nos dias 22 e 23 de Novembro no Teatro Municipal da Guarda. […]

Nacional

“Já são vários os prémios tanto a nível nacional como internacional”

Maria Alice Saraiva, a presidente da Adega Cooperativa do Algarve.
Os vinhos da Adega Cooperativa do Algarve com novos perfis estão a conquistar o seu espaço e já […]

Notícias apoios

Governo abre candidaturas para 540 direitos de acesso ao prémio à vaca aleitante

 A portaria assinada por João Ponte fixa as regras de atribuição dos direitos disponíveis na reserva regional.

De acordo com nota do executivo, […]