Vila Real. Bombeiros nas aldeias para poderem intervir mais rapidamente

Vila Real. Bombeiros nas aldeias para poderem intervir mais rapidamente

[Fonte: Rádio Renascença]

Os bombeiros da Cruz Branca vão estar em permanência, até ao fim de setembro, nas zonas de maior densidade florestal e onde o risco de incêndio é maior, no concelho de Vila Real.

O objetivo da iniciativa, segundo o comandante Orlando Matos, é garantir uma “intervenção mais rápida” em caso de incêndios.

As equipas são constituídas por cinco elementos, são apoiadas por um veículo, integram o dispositivo especial de combate a incêndios rurais (DECIF 2019) e estão estacionadas na serra do Marão, na freguesia da Campeã e em Vilarinho da Samardã.

No terreno, os operacionais fazem vigilância, percorrem as aldeias com os veículos devidamente equipados com material sapador e água e esclarecem dúvidas dos populares sobre limpeza dos terrenos ou sobre a queima de sobrantes.

A presença dos bombeiros no terreno provoca também, segundo o comandante Orlando Matos, “um efeito dissuasor”.

No Marão, a equipa de bombeiros fica na casa do Guarda da Manta, cedida pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), onde permanece 24 horas por dia.

Em Vilarinho da Samardã, União de Freguesias de Adoufe, a equipa fica instalada no centro cultural e recreativo de Benagouro durante o período diurno, uma vez que, para já, não há condições para ali permanecerem durante a noite.

Para o presidente da Junta de Freguesia da Campeã, Jorge Maio, esta iniciativa é “extremamente importante”, na medida em que aproxima os bombeiros das populações, principalmente nesta altura do ano em que aumenta a probabilidade de haver incêndios.

O autarca observa que a “zona da Campeã tem uma mancha florestal extensa, entre o Alvão e o Marão”, e afirma que as pessoas se sentem “mais seguras” com a equipa por perto.

Além destas duas equipas, neste período mais crítico de incêndios, a Cruz Branca possui mais uma terceira equipa que fica estacionada no quartel.

Comente este artigo

O artigo Vila Real. Bombeiros nas aldeias para poderem intervir mais rapidamente foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Continente investe 800 M€ na produção nacional
Próximo Turismo do Algarve e Agricultura querem elevar laranja a cartão de visita da região

Artigos relacionados

Últimas

Miguel Freitas vem para implementar a reforma da floresta no terreno

A substituição de Amândio Torres por Miguel Freitas como secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Regional estava já decidida pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Agricultura, mesmo antes dos incêndios de Pedrógão Grande e de Góis e é assim também anterior ao facto de a remodelação do Governo ter sido precipitada pela demissão de Fernando Rocha Andrade, […]

Últimas

Ecotrophelia Portugal premeia campeões da eco-inovação alimentar – Candidaturas até 13 de Abril

Estão abertas as candidaturas para a 2ª Edição do Prémio Ecotrophelia Portugal, uma competição coorganizada pela PortugalFoods e a FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas AgroAlimentares, que promove a inovação do meio académico no setor agroalimentar. Os estudantes do ensino superior têm até dia 13 de abril para submeter os seus projetos, […]

Nacional

PRODERAM dá 10,7 milhões de euros para a agricultura

[Fonte: O Jornal Económico]

O Programa de Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira (PRODERAM) aprovou um apoio de 10,7 milhões de euros para a agricultura. Deste montante, 9,1 milhões de euros são de comparticipação do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) e os restantes 1,6 milhões saem do Orçamento da Região. […]