VII Prémio Intermarché Produção Nacional com candidaturas até 30 de Junho

VII Prémio Intermarché Produção Nacional com candidaturas até 30 de Junho

Estão abertas até 30 de Junho as candidaturas à sétima edição do Prémio Intermarché Produção Nacional, nas categorias “Produção Primária”, “Produtos Transformados”, “Inovação em Embalagem” e “Ideias com Potencial”. Nas duas primeiras categorias serão atribuídos dois prémios por cada uma e nas seguintes será atribuído um prémio por categoria, sendo que o júri poderá «atribuir Menções Honrosas aos projectos que se destaquem pela sua qualidade».

Nesta edição, é introduzida uma novidade: o júri poderá ainda atribuir «uma Menção Honrosa a um jovem agricultor – entre os 18 e os 40 anos – cujo projecto se destaque, beneficiando este de um ano de acompanhamento ao mesmo tempo que ganha visibilidade», explica um comunicado do Intermarché. A insígnia do Grupo Os Mosqueteiros afirma que assegura aos vencedores «o escoamento dos seus produtos durante um ano, podendo estes serem vendidos localmente ou a nível nacional».

Esta iniciativa está aberta às candidaturas de «todos os produtores nacionais, em nome individual ou colectivo, cujos projectos sejam implementados em Portugal e que se enquadrem numa ou mais categorias de selecção contempladas». Os vencedores do Prémio Intermarché Produção Nacional, que conta com o apoio do Ministério da Agricultura, do Ministério do Ambiente e da Acção Climática, do Ministério da Economia e Transição Digital e do Ministério do Mar, serão anunciados em Outubro.

O júri é composto por Intermarché, Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Docapesca, Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa (FMV), Instituto Superior de Agronomia (ISA), Impresa e Quercus. Integrado no Programa Origens (Programa de Incentivo à Produção Nacional do Intermarché), o Prémio Intermarché Produção Nacional «promove activamente e premeia os produtores e a produção nacional, reconhece a importância da sustentabilidade e inovação na produção portuguesa e impulsiona o reconhecimento da produção nacional de qualidade», assinala a insígnia.

Pode consultar o regulamento e efectuar a candidatura aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Consumidores já podem avaliar bem-estar dos animais de produção
Próximo Previsão sazonal - jun. a ago. 2020

Artigos relacionados

Nacional

Laboratório para a inovação digital na agricultura vai nascer em Torres Vedras

A Associação SFCOLAB – Laboratório Colaborativo para a Inovação Digital na Agricultura foi constituída legalmente com a assinatura da escritura, que teve lugar no auditório do edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras. […]

Últimas

Expansão do Monte do Pasto pode passar pela produção de suínos

[Fonte: Diário do Alentejo] O presidente da CESL Ásia, que comprou a Monte do Pasto, maior produtora portuguesa de carne de bovino com sede em Faro do Alentejo (Cuba), […]

Nacional

Nem-nem? Saiba como candidatar-se aos estágios do Governo

Tipo:

Ordem:

Data:

O artigo foi publicado originalmente em ECO – fundos comunitários. […]