Vão nascer Condomínios de Aldeia para prevenir incêndios

Serão entidades operacionalizadas pelas autarquias, em estreita articulação com as associações locais, organização de produtores florestais e entidades gestoras de baldios

Para a gestão dos espaços comuns e das faixas de gestão de combustível em torno dos pequenos aglomerados urbanos rurais O Governo quer criar a figura dos Condomínios de Aldeia, os quais serão operacionalizado pelas autarquias, em estreita articulação com as associações locais, organização de produtores florestais e entidades gestoras de baldios.

O Governo promete também reforçar os incentivos financeiros e as penalizações aplicáveis aos proprietários de prédios urbanos e mistos não edificados, situados entre o aglomerado urbano e os espaços rurais.

Por outro lado garante a criação de unidades de gestão, em áreas percorridas por incêndios de grandes dimensões, de modo a garantir a recuperação do coberto vegetal de forma ordenada e diversa

Será também estabelecido um programa de comunicação integrada para a valorização social das atividades florestais e silvopastoris e modificação de comportamentos de risco.

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Comente este artigo
Anterior Vem aí uma agricultura mais tecnológica e mais eficiente
Próximo Governo: Principais medidas fiscais do programa do executivo

Artigos relacionados

Formações

Agrobio prepara curso de Conduzir e Operar com o Tractor em Segurança

A Agrobio — Associação Portuguesa de Agricultura Biológica está a organizar o Curso COTS – Conduzir e Operar com o Tractor em Segurança, […]

Comunicados

Protocolo de Colaboração entre a Bolsa Nacional de Terras e a Bolsa de Terras de Vagos

[Fonte: GPP]
A Bolsa Nacional de Terras estabelece protocolo com a Bolsa de terras de Vagos, entre a Entidade Gestora da Bolsa de terras (DGADR) e o Município de Vagos, […]

Últimas

Governo dos Açores vai apoiar com verbas os produtores de carne e viticultores

O Governo dos Açores vai disponibilizar verbas do orçamento regional para apoiar os produtores de carne bovina e os viticultores face às “elevadas taxas de rateio” […]