UTAD coordena projecto para ajudar a mitigar impactos das alterações climáticas na viticultura

UTAD coordena projecto para ajudar a mitigar impactos das alterações climáticas na viticultura

Vai decorrer de 18 a 21 de Fevereiro, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Aveiro, o evento de lançamento do projecto europeu Clim4Vitis, coordenado pela UTAD. O foco do projecto é a mitigação do impacto das alterações climáticas na viticultura europeia.

O objectivo principal do Clim4Vitis é fortalecer e aumentar a capacidade e o desempenho, tanto ao nível científico como tecnológico, da UTAD – mais especificamente, da unidade de investigação do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas (Citab) –, em duas áreas de investigação em viticultura e clima. Essas áreas são, por um lado, modelação de videiras e, por outro, métodos e ferramentas para avaliar o impacto das alterações climáticas na viticultura europeia, em geral, e na produtividade da vinha, nos atributos de qualidade e no risco de pragas e doenças, em particular.

A linha em que Clim4Vitis se insere visa fortalecer significativamente um campo de investigação específico numa universidade ou entidade de investigação, associando-a a, pelo menos, duas entidades de investigação de outros Estados-membros. Desta forma, o projecto reúne cinco parceiros: UTAD, Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI), Luxembourg Institute of Science and Technology (LIST), Universita degli Studi de Firenze (Unifi), Potsdam Institute for Climate Research (PIK).

O evento de lançamento do Clim4Vitis será composto por workshops, formação e apresentações.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Baixar o grau de álcool de 19 para 18 graus “não irá nunca pôr em causa a notoriedade do vinho do Porto”
Próximo Les deux tiers des glaciers de l'Himalaya pourraient fondre d'ici à 2100

Artigos relacionados

Últimas

Nova Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, “herda” 50 mil hectares de regadio para concretizar até 2022 no Alqueva

[Fonte: Rádio Campanário] O Sistema Global de Alqueva tem, atualmente, em exploração 120 000 hectares de regadio que compõem o Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva. […]

Últimas

O deputado Ascenso Simões, a bipolaridade e as celuloses – Paulo Pimenta de Castro

De facto, é mais confortável o confronto verbal entre paredes do Palácio de São Bento do que o confronto com um território que calcina concidadãos. […]

Últimas

Empresa lituana de alimentos biológicos para cães procura fabricantes de carne e peixe seco

Uma empresa lituana, especializada em alimentos biológicos para cães, está à procura de fabricantes de carne e peixe seco: coelho, aves de caça (faisões e pato) e peixe (bacalhau, […]