Traça da Uva – Confusão Sexual – Vinha

Traça da Uva – Confusão Sexual – Vinha

Nas vinhas onde se quiser organizar o combate à traça por meio da confusão sexual, devem colocar-se agora, o mais breve possível, os difusores de feromona. A colocação dos difusores mais tarde leva ao insucesso do método.

Apesar de a Vinha se encontrar no início muito precoce de rebentação, a ação dos difusores é eficaz sobre os primeiros adultos de traça eclodidos após hibernação.

Colocar os difusores cedo, num mínimo de 500/ hectare, uniformemente distribuídos, com reforço nas bordaduras da vinha, é uma das garantias do êxito deste método de luta biotécnica. Nas parcelas em confusão sexual, deve também colocar, ao mesmo tempo, as armadilhas de monitorização, para controlo da eficácia do método (0 (zero) capturas na armadilha durante o ano = eficácia total).

Nas vinhas que não estejam em confusão sexual, as armadilhas para monitorização do voo da traça devem ser colocadas até ao fim do mês.

O artigo foi publicado originalmente na Circular n.º 4 da Estação de Avisos de Entre Douro e Minho.

Comente este artigo
Anterior Disponível Folha Informativa da RRN "EmRede" do mês de março
Próximo Projecto Conjunto de Internacionalização 2020-2021 da PortugalFoods aprovado

Artigos relacionados

Dossiers

Oferta de emprego – Supervisores de Equipas de Colheita – Tavira

A Madre Fruta (OP – Organização de Produtores), através do seu serviço partilhado de recrutamento, está a recrutar para a função de Supervisor/a de Equipa numa exploração agrícola situada na zona de Luz de Tavira. […]

Últimas

Alentejo com barragens quase secas

[Fonte: Tribuna Alentejo] É um problema mundial e um quarto da população de todo o planeta pode mesmo, […]

Nacional

Nova tecnologia pretende conservar espécies e reduzir galinhas produzidas para investigação

Os cientistas da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, estão a desenvolver novas tecnologias por forma a limitar o número de galinhas utilizadas em investigação. […]