Tiago Martins Oliveira nomeado presidente da Estrutura de Missão para Fogos Rurais

Tiago Martins Oliveira nomeado presidente da Estrutura de Missão para Fogos Rurais

[Fonte: RTP ]

Tiago Martins Oliveira foi nomeado pelo primeiro-ministro para presidir à Estrutura de Missão para a instalação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais. A escolha de António Costa foi já confirmada pela RTP. Tiago Martins Oliveira tomará posse esta terça-feira, pelas 11h00, em São Bento.

Tiago Martins Oliveira tem 48 anos e é natural do Porto. Doutorou-se em engenharia florestal e recursos naturais pela Universidade de Lisboa. Segundo a agência Lusa, participou numa reunião de trabalho com António Costa esta segunda-feira.

Segundo a nota curricular anexa à decisão do Conselho de Ministros, Tiago Martins Oliveira licenciou-se em Engenharia Florestal (1994) e concluiu um mestrado em Gestão de Recursos Naturais no Instituto Superior de Agronomia (1998). Em 2017 concluiu o doutoramento em Engenharia florestal e Recursos Naturais nesse mesmo instituto.

Para além de vasta experiência como professor no ensino superior, Tiago Martins Oliveira passou pela Portucel e trabalhou junto de vários governos. Foi adjunto do Gabinete do secretário de Estado das Florestas no Executivo de Durão Barroso (2003-2004) e adjunto do Gabinete do ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas no primeiro Governo de José Sócrates (2005-2006)
Missão até dezembro de 2018

A criação desta Estrutura de Missão para a instalação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais foi decidida no Conselho de Ministros extraordinário do passado sábado. É uma das medidas anunciadas pelo Governo em resposta aos trágicos fogos de junho (Pedrógão Grande) e de outubro.

Esta estrutura fica na dependência direta do primeiro-ministro. Uma das suas missões é precisamente apoiar o chefe de Governo “na preparação e execução das recomendações constantes do Relatório da Comissão Técnica Independente e de outros contributos técnicos”.

O organismo liderado por Tiago Martins Oliveira terá ainda de “preparar a instalação da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF)”. A AGIF deve entrar em funcionamento a 1 de janeiro de 2018 e “terá competências no âmbito da integração de políticas, avaliação, planeamento e controlo, bem como no âmbito da gestão do conhecimento, da estratégia e supervisão de operações”.

Segundo a decisão do Conselho de Ministros do passado sábado, Tiago Martins Oliveira é “equiparado, para todos os efeitos, a Secretário de Estado” e conta com um gabinete de apoio técnico de até cinco elementos.

A estrutura de missão termina o mandato a 31 de dezembro, devendo entregar um “relatório final da atividade desenvolvida e dos resultados alcançados” nessa altura.

Clique aqui para ver vídeo.

Comente este artigo
Anterior Tejerina califica la actuación de Puigdemont en Cataluña de “inmoral” y bochornosa
Próximo Oferta de emprego - Engenheiro Agrónomo (M/F) - Lisboa

Artigos relacionados

Dossiers

6º Inventário Florestal Nacional – IFN6

Está concluído o 6º Inventário Florestal Nacional (IFN6), uma peça fundamental para a implementação da Reforma da Floresta iniciada em 2016. Os trabalhos de fotointerpretação terminaram de final de 2018, contudo os dados finais só foram entregues neste mês. […]

Nacional

Consulta Pública alterou completamente o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050

[Fonte: Agricultura e Mar]
O Conselho de Ministros aprovou hoje, 6 de Junho, assinalando o Dia Mundial do Ambiente, o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050. E o agriculturaemar.com noticiou esta proposta do Ministério do Ambiente.
O que não sabíamos era que o processo de consulta pública, […]

Últimas

Agentes de protecção civil de Oleiros avaliam limpeza das faixas de gestão de combustível

[Fonte: Gazeta Rural]

Facebook
Twitter
Google+
Pinterest
WhatsApp


Decorreu na passada segunda-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, uma reunião entre os Agentes de Proteção Civil – Município de Oleiros (GTF/SMPC), Bombeiros de Oleiros, Juntas de Freguesia, GNR-GIPS, […]