Temperaturas vão chegar aos 40º. Protecção civil alerta para risco de incêndios rurais

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) alerta para o aumento dos índices de risco de incêndio durante o dia de amanhã, 30 de Julho, em especial no interior Norte e Centro e na região do Algarve.

Quase três dezenas de concelhos dos distritos da Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Odemira e Faro apresentam nesta terça-feira um risco máximo de incêndio, segundo o IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Segundo o IPMA, estão em risco máximo os municípios de Figueira de Castelo Rodrigo, Celorico da Beira, Pinhel, Fornos de Algodres, Sabugal, Penamacor e Covilhã, todos do distrito da Guarda.

Diminuição dos valores de humidade

De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, prevê-se um agravamento das condições meteorológicas para o risco de incêndio, motivado pela diminuição dos valores de humidade relativa e pelo aumento da intensidade do vento, sendo de destacar os seguintes aspectos para as próximas 48 horas:

  • Temperatura: subida gradual dos valores de temperatura máxima, sendo o dia 31 de Julho (quarta-feira) o que será previsivelmente mais quente, podendo ser atingidos valores de 40º C no interior do Alentejo;
  • Vento: prevê-se que o vento seja do quadrante Norte/Noroeste, com rotação temporária para Nordeste no interior Norte e Centro nos dias 30 e 31 de Julho, soprando com uma intensidade forte, de forma constante, nas próximas 48 horas. Poderão ocorrer rajadas até 75 km/h no Algarve (em particular na Foia e em Monchique) e até 65 km/h no litoral oeste, incluindo no período nocturno.

Vento forte

  • Destaca-se o dia 30 de Julho (terça-feira) como sendo previsivelmente o mais crítico em termos da intensidade do vento (durante o dia todo), em particular o distrito de Faro (principalmente o barlavento algarvio) e as regiões Centro e Sul, podendo ocorrer rajadas até 70 km/h (principalmente nos distritos de Lisboa e Leiria);
  • Humidade: baixos teores de humidade relativa do ar (HRA), que hoje (29 de Julho) poderão ser <30 a 35% no interior do País, não sendo expectável que ocorra recuperação nocturna no Algarve e no distrito de Castelo Branco e prevendo-se que a recuperação seja muito fraca no nordeste transmontano. Amanhã (30 de Julho) prevê-se uma diminuição dos teores de HRA, que não deverão exceder 20% (e 15%, pontualmente) na região Sul e no interior Centro e <30% no nordeste transmontano.

Medidas preventivas

A Autoridade Nacional de Emergência de Protecção e Civil recorda que para os locais onde o índice de risco temporal de incêndio seja muito elevado ou máximo, não é permitido:

• A queima de matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração, está sujeita a autorização da autarquia local, devendo esta definir o acompanhamento necessário para a sua concretização, tendo em conta o risco do período e zona em causa;

• O uso de fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural, excepto se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito;

• O lançamento de balões com mecha acesa e de foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal;

• Fumigar ou desinfectar apiários excepto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil recomenda ainda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente através da adopção das necessárias medidas de prevenção e precaução, na utilização do fogo em espaços rurais, observando as restrições em vigor e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível junto dos sítios da Internet da ANEPC e do IPMA, junto dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais e dos Corpos de Bombeiros.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Lucro da Sonae Indústria cai mais de 87% para 2,4 milhões
Próximo Kranemann Wine Estates: O renascer da Quinta do Convento de São Pedro das Águias

Artigos relacionados

Nacional

Ministra anuncia abertura de novos avisos

Está prevista «para breve» a abertura de um aviso de 12 milhões de euros (M€) para o financiamento à construção de charcas, […]

Dossiers

Capoulas garante ao Parlamento que agricultores vão ter aumentos nos pagamentos diretos no pós-2020

Em resposta por escrito aos deputados, o Ministério da Agricultura avançou que Portugal vai ter um aumento no primeiro pilar da PAC. […]

Últimas

Manifestação de delegações de agricultores e dirigentes associativos

A CNA e Filiadas promovem no dia 16 de Outubro, sexta-feira, em Lisboa, uma “Manifestação de Delegações de Agricultores e Dirigentes Associativos”, para reclamar melhores políticas para a […]