Tejo. Ministro do Ambiente afasta cenário de aumento da quantidade de água que vem de Espanha

Tejo. Ministro do Ambiente afasta cenário de aumento da quantidade de água que vem de Espanha

O ministro do Ambiente reafirmou hoje a necessidade de “aprofundar a Convenção de Albufeira”, para haver uma maior regularidade nos caudais do rio Tejo, afastando, no entanto, a possibilidade de o país obter um maior caudal vindo de Espanha.

“Temos de aprofundar a Convenção de Albufeira, sem qualquer objetivo de obter maior caudal vindo de Espanha. Não podemos ter o que não há e o caudal do Tejo está muito diminuído em relação ao que era ao tempo em que Convenção foi negociada e muito bem negociada”, disse o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes durante a sessão de abertura do Encontro Nacional de Entidades Gestoras de Água e Saneamento, que decorre até sexta-feira em Ílhavo com o tema “A Água em Portugal na próxima década – Roteiro para 2030”.

Matos Fernandes avisou que a negociação dos caudais do Tejo é uma tarefa “extraordinariamente difícil”, adiantando que “Espanha defende que se há maior irregularidade na chuva também se deveria tornar ainda mais irregular o cumprimento dos caudais previstos na Convenção”.

Por isso, o ministro defende que é necessário ganhar alguma independência na regularização dos caudais do Tejo e admitir estudar “sem preconceitos” a construção de uma barragem no rio Ocreza.

“Até ao verão teremos um estudo prévio com quantidades, alternativas, principais impactos ambientais – e é inegável que eles existirão – custos e outros usos que possam ajudar a compensar a conta desses mesmos custos de investimento da barragem”, afirmou.

Matos Fernandes criticou a forma como Espanha cumpriu a Convenção de Albufeira no último ano hidrológico, com “o esvaziamento da albufeira de Cedillo sem compensação a partir das albufeiras a montante, nomeadamente Alcántara e Valdecañas”, esperando que esta atitude não se repita.

“Hoje a situação é mais favorável. Cedillo já subiu seis metros dos 13 que ainda terá de subir e Espanha acedeu ao pedido português comprometendo-se com a regularização da albufeira de Cedillo até meados de dezembro. Os dados que dispomos dão como altamente provável que tal venha a acontecer”, observou.

Matos Fernandes falou também sobre a tendência para se agravar a escassez de água em Portugal, defendendo que a única solução para combater este problema é “fazer um uso mais parcimonioso deste recurso”, em conjunto com a redução de perdas e a adoção de princípios de economia circular.

“Portugal pertence à bacia do Mediterrâneo e a água que consumimos é em maior quantidade do que aquela que temos disponível e por muito que nos esforcemos só há uma verdadeira solução para combater a escassez que é gastar menos água”, afirmou.

O governante anunciou ainda estar em curso a elaboração de um quadro estratégico com a informação clara sobre quais as disponibilidades e carências de cada bacia hidrográfica que estará concluído em conjunto com os planos de contingencia da seca dentro de um ano.

Organizado bianualmente pela Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), o Encontro Nacional de Entidades Gestoras de Água e Saneamento tem mais de 600 participantes de todo o país e estrangeiro.

O programa inclui palestras, comunicações livres, mesas redondas e um debate, bem como a maior exposição de equipamentos e serviços do setor da água.

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Regiões Ultra-periféricas reforçam apoios junto do Parlamento Europeu
Próximo Açores mantém vigilância a eventuais novos focos da doença hemorrágica viral nas populações de coelho-bravo

Artigos relacionados

Últimas

Feira Agrícola: Verona – Itália – 29 de janeiro a 1 de fevereiro

A Feira Agrícola, que neste ano de 2020 irá contar com a sua 115ª edição, nasceu em 1898 e representa a feira mais antiga do setor da agricultura na Itália. […]

Últimas

O Pinheiro Manso e o Pinhão – Mais conhecimento, Melhor gestão – 30 de outubro – Lisboa

[Fonte: ISA] Ciclo de Sessões CEF: Da Investigação à Aplicação

Dedicado ao tema “O Pinheiro Manso e o Pinhão – […]

Últimas

TOP 5 das notícias, mais lidas, da semana

As notícias mais lidas e partilhadas da semana. Para as ler ou reler clique nas imagens.

1-34ª Ovibeja – 27 de Abril a 1 de Maio 2017 – Beja

2-Lusiaves quer incentivar jovens a criarem o seu próprio negócio no setor avícola

3-Sabe quem está a marcar a agricultura portuguesa? […]