Syngenta busca visão partilhada para o futuro da agricultura sustentável

Syngenta busca visão partilhada para o futuro da agricultura sustentável

  •  Empresa compromete-se com os stakeholders na construção de uma visão partilhada para o futuro da agricultura sustentável
  • Considerando o importante papel que as modernas tecnologias agrícolas podem desempenhar
  • Sessões de consulta em todo o mundo para informar e construir consenso e identificar áreas-chave de atuação

A Syngenta inicia este mês de Setembro, e até final de Novembro de 2018, um périplo de consultas e interação com os seus stakeholders a nível mundial, com o objetivo de construir uma visão partilhada para o futuro da agricultura sustentável. Através do diálogo e da escuta ativa, a Syngenta procura compreender melhor o papel que pode desempenhar enquanto empresa e os compromissos necessários de todas as partes para ajudar a concretizar esta visão partilhada.

Alexandra Brand, Chief Sustainability Officer da Syngenta, afirma: «Queremos trabalhar com os nossos stakeholders para construir explorações agrícolas viáveis, produtivas e resilientes, usando tecnologias agrícolas modernas que ajudem a alimentar a população mundial de forma segura, ao mesmo tempo que cuidamos do Planeta. Continuaremos a fornecer soluções aos agricultores e às comunidades rurais para ajudá-los a prosperar e a produzir alimentos seguros e nutritivos. Atualmente, a agricultura utiliza 70% da água doce do mundo¹ e é uma importante fonte de emissões de gases com efeito estufa². Os nossos produtos e soluções ajudam a enfrentar estes desafios e a melhorar os resultados para o meio ambiente, em particular a saúde do solo e a biodiversidade».

Sobre a oportunidade de levar a cabo este processo de consulta, Alexandra Brand explica que «é agora o momento de estabelecer um diálogo mais direto e inclusivo para ajudar a reconstruir a confiança entre a Sociedade e a Ciência. Como empresa, precisamos alinhar o nosso papel com o papel de outros, trabalhando para continuar a merecer a confiança da Sociedade neste setor inovador que é a Agricultura. Queremos ter certeza de que somos capazes de responder adequadamente às expectativas de todos os nossos stakeholders, para que possamos avançar em conjunto de forma construtiva. Queremos alcançar consenso sobre como os diferentes sistemas agrícolas podem ajudar no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, será essa a base deste processo consultivo».

Alexandra Brand prossegue, explicando que «uma vez concluído o processo de consulta, em finais de Novembro de 2018, poderemos decidir onde concentraremos os nossos esforços. Os resultados da consulta ajudarão a formar a base de novos compromissos para alcançar uma visão partilhada sobre o futuro. Definiremos como acelerar o desenvolvimento de produtos e tecnologias que possam continuar a responder às necessidades dos pequenos e grandes agricultores e da Sociedade, no futuro. Também realinharemos as nossas prioridades e traçaremos um plano evolutivo do nosso bem-sucedido Good Growth Plan para o período pós-2020, com base nas conclusões desta consulta».

Este processo de consulta terá diferentes formatos, incluindo mesas redondas e conversas individuais. «Vamos entrar em contato diretamente com pessoas e organizações que têm interesse no futuro da agricultura sustentável para os envolver nesta discussão», explica Alexandra Brand.

Assista AQUI ao vídeo onde o CEO da Syngenta, Erik Fyrwald, fala sobre a importância de encontrar o equilíbrio entre alimentar a população mundial e cuidar do Planeta.

Comente este artigo
Anterior ANIPLA leva Smart Farm à Agroglobal 2018
Próximo PAC: los legisladores de la UE deben asumir la urgencia de cambiar la dirección de la actual política agrícola

Artigos relacionados

Comunicados

Associação de produtores de Fumeiro de Montalegre desenvolve encontro de produtores – Rotulagem e rastreabilidade em produtos à base de carne

 
Fumeiro de Montalegre – Cooperar para competir e desenvolver
Será no próximo dia 30 de agosto, entre as 9h30 e 11h30 que irá acontecer o 5º Encontro de Produtores, destinado a promover a cooperação e coopetição empresarial, no âmbito da execução do projeto Fumeiro de Montalegre – Cooperar para competir e desenvolver. […]

Sugeridas

PDR2020: Operação 4.0.2 – Investimentos em Produtos Florestais Não Identificados como Agrícolas

Aberto de 31 de Maio de 2019 às 10:00 a 30 de Agosto de 2019 às 17:00. […]

Comunicados

Celpa – Prémio Floresta e Sustentabilidade – Categoria “Economia e Gestão da Floresta” recebe projetos de produtores, associações e empresas até 31 de Dezembro

[Fonte: Celpa]
31 de Dezembro de 2018 é a data limite para submeter candidaturas nas categorias Economia e Gestão, Inovação e Ciência e Floresta e Comunidade.
À categoria Economia e Gestão podem candidatar-se empresas, associações de produtores ou produtores individuais (categoria Economia e Gestão). […]