Syngenta apresenta tecnologia de ponta no InovMilho

Syngenta apresenta tecnologia de ponta no InovMilho

A Syngenta participou no ensaio InovMilho, organizado pela ANPROMIS, na Estação Experimental António Teixeira, em Coruche, com as variedades SY Helium e SY Antex e os herbicidas Lumax e Elumis. A 26 de Setembro mostrou os bons resultados do campo a 220 participantes. O SY Helium é uma variedade de milho FAO 500, de produção muito regular e boa tolerância à cefalosporiose e ao stress hídrico. No Ribatejo, os agricultores que utilizam esta variedade têm conseguido produtividades médias na ordem das 16 a 18 toneladas/hectare.

O SY Antex, variedade desenvolvida pela Syngenta, mas comercializada pela Koipesol, é um milho de ciclo FAO 600
puro com elevada tolerância ao stress térmico e com um excelente dry down, ou seja, o grão perde a humidade de forma muito rápida, ajudando a poupar alguma energia nos secadores de milho.

As duas variedades foram desenvolvidas com tecnologia ARTESIAN, que ajuda a obter produtividades mais altas em
condições ótimas de rega, e quando as plantas são expostas a situações de stress hídrico as variedades ARTESIAN destacam-se das convencionais pelas menores perdas de produção. A Syngenta tem uma aposta forte nesta tecnologia em Portugal e noutros países do Sul da Europa, com o objetivo que garantir produções regulares aos agricultores, mesmo em anos de calor extremo ou limitações de acesso à água.

O programa de controlo de infestantes aplicado no campo da Syngenta no InovMilho consistiu em comparar 2 modalidades de aplicação de herbicida: Lumax em pré-emergência (das infestantes), Elumis em pós-emergência (às
5 a 6 folhas do milho) e testemunha (parcela não tratada). A parte do pivot tratada com Lumax e Elumis destacou-se
claramente, sem infestantes, por oposição à parcela testemunha, na qual o ataque das infestantes foi notório.

«O Lumax é composto por 3 modos de ação distintos e é, por isso, uma boa ferramenta no tema referente à gestão de resistências aos herbicidas. Já o Elumis é composto por uma mistura pronta de dois modos de ação distintos, mais eficaz do que a sua mistura em tanque, e tem uma formulação OD que maximiza o efeito herbicida, sem que haja problemas de fitotoxidade para a cultura»,

explicou Gilberto Lopes, Technical Indication Expert da Syngenta.

O objetivo da Syngenta é reforçar a sua quota de mercado na cultura do milho, agora com um portfólio de sementes reforçado para os ciclos mais curtos (FAO 400 e FAO 500), todas elas com tecnologia ARTESIAN. «Dispomos de uma oferta completa de sementes para os produtores de milho, com material novo e de grande qualidade. Os ciclos curtos representam 30% a 40% das vendas globais de sementes de milho em Portugal, é um mercado onde passamos a estar muito confortáveis», afirma José Mantas, responsável de sementes de milho da Syngenta/Koipesol.

O dia de campo do Centro Nacional de Competências das Culturas do Milho e Sorgo InovMilho ficou marcado pela
assinatura de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Coruche e o INIAV para criação de um
espaço de formação, demonstração e transferência de conhecimento sobre a cultura do milho destinado a agricultores e técnicos agrícolas, a instalar na Estação Experimental António Teixeira.

O presidente da ANPROMIS, José Luís Lopes, afirmou que a assinatura deste protocolo

«é um sinal inequívoco da importância do milho no concelho de Coruche e no país» e que «representa para nós um alento a recente criação por parte do Governo de um grupo de trabalho que tem por missão definir uma Estratégia Nacional para a Promoção da Produção de Cereais»

Comente este artigo
Anterior The end of the sugar production quotas in the EU
Próximo Pagamentos de Setembro 2017

Artigos relacionados

Nacional

Ministro diz que não “atira a toalha ao chão” na negociação dos fundos estruturais

O ministro do Planeamento, Nelson de Souza, disse esta sexta-feira que Portugal não vai “atirar a toalha ao chão” na negociação dos fundos estruturais, […]

Nacional

Lusomorango leva 3.º Colóquio Hortofrutícola a Odemira à FACECO 2019

A Lusomorango — Organização de Produtores de Pequenos Frutos está a organizar a terceira edição do 3.º Colóquio Hortofrutícola. A iniciativa será realizada dia 19 de Julho, […]

Nacional

Guiné-Bissau. Fundação João XXIII entrega duas ambulâncias, material hospitalar e agrícola

A Fundação João XXIII entregou esta quinta-feira, em Bissau, duas ambulâncias e material hospitalar e agrícola no âmbito do apoio que tem dado à […]