SmartAgriFor Norte 2020 promove workshop na UTAD – 30 de Outubro 2017 – Trás-os-Montes

SmartAgriFor Norte 2020 promove workshop na UTAD – 30 de Outubro 2017 – Trás-os-Montes

Dar a conhecer as prioridades nacionais sobre a agenda de investigação na área da Economia Circular e contribuir para uma resposta articulada entre o Sistema Científico e Tecnológico Nacional e o sector agroalimentar são os objetivos do Workshop Internacional de Economia Circular. Promovida pelo projeto SmartAgriFor Norte 2020, esta iniciativa juntará especialistas de Portugal, Espanha e Holanda na manhã de 30 de outubro, no auditório do Geociências, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

“Queremos sensibilizar os agentes económicos para a importância desta temática no que diz respeito à sustentabilidade dos recursos naturais e otimização da sua utilização, em particular nas fileiras da Vinha e do Vinho, Azeite e Olival, Frutas e Legumes e Florestas, as quatro cadeias de valor abordadas neste projeto”, explica Eduardo Rosa, coordenador do SmartAgriFor Norte 2020.

O Workshop Internacional de Economia Circular contará com a participação de professores provenientes de três países, convidados para enriquecer o debate e partilhar algumas das suas experiências. Explicar a agenda da investigação portuguesa na Economia Circular é o objeto da intervenção da Professora Manuela Pintado, da Universidade Católica Portuguesa, assunto com o qual abre o workshop, pelas 9h30, no auditório do Geociências. Vindos da Universidade Politécnica de Valência (Espanha), os Professores Maria Loreto Fenollosa e Javier Ribal irão apresentar exemplos inovadores sobre a aplicação do conceito de Economia Circular. Por sua vez, Vítor Martins dos Santos, docente na Universidade de Wageningen (Holanda), vai ocupar-se dos novos sistemas biológicos no desenvolvimento de novos processos, matéria que encerrará o debate.

Este workshop está vocacionado para a participação da comunidade académica e dos stakeholders de cada uma das fileiras do SmartAgriFor Norte 2020. “Após a sessão, os participantes vão conhecer alguns exemplos de aplicação do conceito de Economia Circular e vão ficar mais sensibilizados para esta temática. Queremos, também, que seja aplicado este conceito nas cadeias de valor, por forma a ganhar mais eficiência e maior competitividade”, conclui o coordenador da iniciativa.

Segundo o portal ECO.NOMIA, gerido pelo Ministério do Ambiente, a Economia Circular “consiste num modelo económico regenerativo e restaurador em que os recursos (materiais, componentes, produtos, serviços) são geridos de modo a preservar o seu valor e utilidade pelo maior período de tempo possível. Desta forma, aumenta-se a produtividade dos recursos, preserva-se o capital natural, bem como o capital financeiro das empresas e sociedade civil”.

Levado a cabo pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto-Douro (UTAD), Universidade do Porto (UP), Universidade do Minho (UM) e Universidade Católica Portuguesa (UCP), o projeto SmartAgriFor Norte 2020 é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e pelo Programa Operacional Regional Norte 2020.

Comente este artigo
Anterior Oliveira do Hospital: listagem de necessidades para apoiar agricultores afectados pelos incêndios
Próximo IV Encontro MilkPoint Pequenos Ruminantes - 27 de Outubro 2017 - Elvas

Artigos relacionados

Comunicados

CAP lamenta falecimento de Álvaro Barreto, ministro responsável pela aplicação da Política Agrícola Comum em Portugal

A CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal lamenta o falecimento de Álvaro Barreto, que assumiu a governação dos desígnios da Agricultura […]

Nacional

Agricultura em Marte? Investigadores de Harvard descobrem solução

Pode parecer ficção científica, mas não é. Um grupo de investigadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, desenvolveu uma solução que vai permitir cultivar em Marte. […]

Últimas

Queda de Granizo em Julho em Bragança. Estado lança linha de apoio para 4 pedidos de ajuda

Governo lançou duas linhas de crédito para apoiar agricultores. Subsídio de Restabelecimento do Potencial Produtivo não foi ativado, pois o granizo é um dos fenómenos acautelados pelos seguros agrícolas comparticipados pelo Estado

Pedaços de granizo do tamanho de bolas de golfe. […]