“Se agora é tudo negociado, de maio para a frente ainda será mais”

“Se agora é tudo negociado, de maio para a frente ainda será mais”

Ricardo Serrão Santos, deputado açoriano, eleito pelo Partido Socialista, está a terminar o mandato no Parlamento Europeu. Elege a exceção às obrigações de desembarque do goraz como uma das suas vitórias a favor dos Açores e vê com bons olhos a criação de um círculo eleitoral na Região.

Foi nomeado nos prémios do Parlamento Europeu para eurodeputado do ano para Agricultura e Pescas, que significado tem isso para si?
É certo que não trabalho a pensar em prémios, mas mentiria se não dissesse que sinto orgulho nesta nomeação. Nesta fase, somos apenas 3 deputados finalistas para a agricultura e pescas. Encaro, por isso, esta nomeação como o resultado do trabalho coerente e persistente que tenho vindo a desenvolver na defesa das melhores políticas para a Europa. É, aliás, na busca de convergências entre os interesses dos Açores de Portugal e da Europa que tenho trabalhado desde a primeira hora.

Leia a entrevista na íntegra na edição desta quinta-feira, 7 de fevereiro 2019, do jornal Açoriano Oriental

Continue a ler este artigo no Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior Vasco Cordeiro pede que setor do leite se entenda
Próximo Conferência: "Oportunidades para os Jovens Agricultores em Portugal" - 22 de fevereiro - Portel

Artigos relacionados

Dossiers

Unión de Uniones lamenta que solo siete CCAA anticipen de manera inmediata las ayudas de la PAC


En comparación con lo pagado el año pasado, el anticipo de las siete CCAA que lo han solicitado alcanzaría el 53,2% de los pagos del ejercicio anterior
Andalucía sería la comunidad que más fondos de la PAC adelantaría (61,9%) junto con Castilla y León (57,8%), […]

Últimas

Governo diz que nível das barragens no Mondego abaixo do normal “é intencional”

O Ministério do Ambiente esclareceu hoje ser “intencional” o facto de duas barragens no Mondego terem níveis de água abaixo do normal para a […]