São permitidos novos olivais em Alqueva mas sem financiamento público

São permitidos novos olivais em Alqueva mas sem financiamento público

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

O Ministério da Agricultura esclarece que continua a ser possível instalar olivais intensivos ou superintensivos no perímetro de rega do Alqueva, explicando que o que acaba são os apoios públicos a estas plantações e a projectos de indústria transformadora de azeitona até ao final de 2020.

«Não está proibida, nem existe base legal para tal, a instalação de novos olivais com recurso a investimento privado, excepto em eventuais áreas que colidam com planos de ordenamento do território que o refiram expressamente», lê-se numa nota do Governo enviada às redacções.

O esclarecimento surge na sequência das reacções negativas face ao despacho do Ministério que  suspendeu no actual quadro comunitário de apoio os financiamentos públicos acima referidos.

O ministro da Agricultura entende que «a cultura da oliveira e a produção de azeite são actividades da maior relevância sócio-económica para a região do Alentejo e para o País», mas, como salienta no mesmo documento, «na presente campanha de rega, com abastecimento a partir de Alqueva, estão em utilização 95.000 hectares de regadio», sendo que destes, «60% estão já ocupados por olival».

Face a isso, Luís Capoulas Santos decidiu então, através do Despacho n.º 10/2019, de 27 de Maio, «não abrir novos concursos para atribuição de financiamento público para a instalação de novos olivais ou de projectos de indústria transformadora de azeitona» até ao final de 2020, bem como a realização de um estudo sobre eventuais limites à instalação desta cultura.

Comente este artigo

O artigo São permitidos novos olivais em Alqueva mas sem financiamento público foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior Casa Ermelinda Freitas eleita produtor europeu do ano
Próximo Conservacionistas lançam aliança ibérica para salvar o Montado

Artigos relacionados

Nacional

Produzir betão com casca de arroz? É possível!

[Fonte: Vida Rural]

A casca de arroz pode ser utilizada no setor da construção através do desenvolvimento de elementos pré-fabricados em betão leve. […]

Eventos

Agtech ecosystem for startups in the UK – 25 January 2018 – Lisbon

 
As part of the partnership program between cropUP and the Department for International Trade from the British Government (DIT-UK), on the 25th January 2018, […]

Nacional

Seis áreas críticas da “reforma florestal”

[Fonte: Público]
A política para os eucaliptos e o reforço dos poderes das autarquias são os principais focos de tensão de uma reforma que envolve 12 diplomas legais. […]