São permitidos novos olivais em Alqueva mas sem financiamento público

São permitidos novos olivais em Alqueva mas sem financiamento público

O Ministério da Agricultura esclarece que continua a ser possível instalar olivais intensivos ou superintensivos no perímetro de rega do Alqueva, explicando que o que acaba são os apoios públicos a estas plantações e a projectos de indústria transformadora de azeitona até ao final de 2020.

«Não está proibida, nem existe base legal para tal, a instalação de novos olivais com recurso a investimento privado, excepto em eventuais áreas que colidam com planos de ordenamento do território que o refiram expressamente», lê-se numa nota do Governo enviada às redacções.

O esclarecimento surge na sequência das reacções negativas face ao despacho do Ministério que  suspendeu no actual quadro comunitário de apoio os financiamentos públicos acima referidos.

O ministro da Agricultura entende que «a cultura da oliveira e a produção de azeite são actividades da maior relevância sócio-económica para a região do Alentejo e para o País», mas, como salienta no mesmo documento, «na presente campanha de rega, com abastecimento a partir de Alqueva, estão em utilização 95.000 hectares de regadio», sendo que destes, «60% estão já ocupados por olival».

Face a isso, Luís Capoulas Santos decidiu então, através do Despacho n.º 10/2019, de 27 de Maio, «não abrir novos concursos para atribuição de financiamento público para a instalação de novos olivais ou de projectos de indústria transformadora de azeitona» até ao final de 2020, bem como a realização de um estudo sobre eventuais limites à instalação desta cultura.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Casa Ermelinda Freitas eleita produtor europeu do ano
Próximo Conservacionistas lançam aliança ibérica para salvar o Montado

Artigos relacionados

Últimas

CNEMA faz balanço positivo da Feira Nacional da Agricultura

Santarém, 18 jun (Lusa) — O Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA) fez um balanço positivo da 54.ª Feira Nacional da Agricultura, […]

Nacional

Inés, a cabreira da esperança para um mundo em agonia na Europa

Inés Luengo é cabreira, a última mulher que cuida de um rebanho de cabras de raça no noroeste ibérico, uma área ameaçada pelo despovoamento onde esta jovem se tornou num exemplo que abre uma porta à […]

Últimas

PDR 2020 abre novo aviso para investimentos na fruticultura no primeiro semestre de 2019

Em resposta às questões da “Vida Económica”, a mesma fonte admite, contudo, que, para os dois avisos que decorreram em 2018, […]