Rússia suspende exportação de cereais até 1 de julho

Rússia suspende exportação de cereais até 1 de julho

Em plena pandemia da covid-19, a Rússia anunciou este domingo que as exportações de várias variedades de cereais estão suspensas até 1 de julho.

A Rússia havia anunciado no início de abril limitar as exportações de cerrais a sete milhões de toneladas até 30 de junho, mas este domingo o Ministério da Agricultura revelou que essa quota já foi atingida. A Rússia é o maior exportador mundial de trigo.

A decisão de limitar as exportações de cereais foi duramente criticadas por organizações como a FAO (Organização para a Alimentação e Agricultura da ONU), Organização Munidal de Saúde (OMS) e Organização Mundial do Comércio (OMC), que estas restrições durante uma pandemia possam criar escassez de alimentos.

Entre os cereais cujas exportações foram suspensas contam-se o trigo, milho, centeio e cevada.

Moscovo justificou a decisão de limitar as exportações de alguns produtos agroalimentares para garantir a estabilidade do mercado russo.

A suspensão das exportações poderá levar a uma subida dos preços, que já se encontram em níveis elevados. Na passada sexta-feira, a tonelada de trigo para entrega em maio cotava nos 199 euros na Euronext, enquanto a tonelada de milho para entrega em junho valia 165,75 euros.

Subscreva as nossas newsletters aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Jornal de Negócios.

Comente este artigo
Anterior Coronavírus: um convite à mudança de hábitos? - Marisa Costa
Próximo Mercado Municipal de Proença-a-Nova reabre a 30 de Abril

Artigos relacionados

Nacional

Opinião: Floresta e Energia (III). Quando haverá uma estratégia para a biomassa florestal?

Gil Patrão

Os incêndios florestais ocorrem todos os anos, mas, ciclicamente têm havido grandes incêndios, de que se recordam os de 2003 e de 2005, […]

Últimas

Dezanove elementos do Governo tem ligações empresariais. Algumas não foram declaradas nos registos de interesses

Nuno Artur Silva além de ser dono direto de uma parte das Produções Fictícias (PF), foi, até há pouco tempo, proprietário do resto da produtora […]

Últimas

Sérgio Ávila: Empresas Marca Açores satisfeitas com estratégia da certificação

O vice-presidente do Governo Regional açoriano afirmou, na Graciosa, que as duas centenas de empresas aderentes à Marca Açores tiveram um crescimento, […]