Risco muito elevado de incêndios mantém-se nas próximas 48 horas

Risco muito elevado de incêndios mantém-se nas próximas 48 horas

O risco de incêndio muito elevado vai continuar durante os próximos dois dias, na sequência das temperaturas elevadas, baixa humidade e vento por vezes forte nas terras altas, anunciou esta segunda-feira a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

De acordo com a informação divulgada pela Proteção Civil, “prevê-se para as próximas 48 horas a continuação do tempo quente e seco”, nomeadamente a humidade relativa “entre < 30% durante a tarde, com fraca recuperação” durante a noite, vento “por vezes forte nas terras altas durante a noite e início da manhã e ainda “noites tropicais”.

Por isso, haverá “risco de incêndio muito elevado ou máximo”, sublinha a ANEPC, uma vez que estas condições meteorológicas aumentam as “condições favoráveis à eventual propagação de incêndios rurais”.

A Proteção Civil recorda também que é proibido o “acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravesse”.

A realização de “queimadas e queimas de sobrantes de exploração” também está proibida, assim como a utilização de fogo de artifício “ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão”.

Não vai ser permitida a realização de “trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais”, acrescenta a ANEPC.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Arquitetura verde da PAC deve ter em conta restantes objetivos
Próximo A pequena e média agricultura familiar em análise - 23 de julho

Artigos relacionados

Comunicados

Efeitos da pressão humana na evolução histórica da morfologia do rio Tejo

Novo artigo científico da autoria de Investigadores do Instituto Superior de Agronomia sobre as alterações morfológicas do rio Tejo […]

Nacional

Natinga Project: empresa treina cães para identificar contaminantes no vinho

A empresa TN Coopers está a treinar cães para serem capazes de identificar contaminantes e pragas nos seus vinhos. O projeto Natinga Project está […]

Eventos

Espaço Visual leva AgroMeetings – Vinha e Vinho a Tâmega – 6 de Setembro

A Espaço Visual – Consultores de Engenharia Agronómica vai organizar a segunda edição da AgroMeetings, desta vez dedicada à vinha e ao vinho. […]