RIAAC-AGRI – Rede de impacto e adaptação às alterações climáticas nos sectores agrícola, agroalimentar e florestal

RIAAC-AGRI – Rede de impacto e adaptação às alterações climáticas nos sectores agrícola, agroalimentar e florestal

Designação do Projeto | RIAAC-AGRI – Rede de impacto e adaptação às alterações climáticas nos setores agrícola, agroalimentar e florestal

Código do Projeto | PDR2020-20.2.4-032790

Principais Objetivos | 

Transferência de boas práticas e novos conhecimentos para qualificar as empresas e a intervenção dos agentes de desenvolvimento rural no que respeita à adaptação às alterações climáticas, recolhendo de forma exaustiva informação científica existente nesta área, através da consulta de projetos de investigação e artigos científicos.

Compilação e tratamento da informação recolhida, e posterior divulgação junto do sector agrícola, agroalimentar e florestal, em formatos clara e facilmente assimiláveis pelos diferentes agentes dos setores.

Região de Intervenção | Portugal Continental

Entidade Beneficiária | UNAC – União da Floresta Mediterrânica

Data de Aprovação | 2017/11/29

Data de Início | 2018/02/01

Data de Conclusão | 2020/03/31

Custo Total Elegível | 19 370,84 €

Apoio financeiro da União Europeia | 16 465,21 €

Apoio financeiro público nacional | 2 905,63 €

Resultados Esperados

  • Criação de grupos focais;
  • Organização de workshops e reuniões;
  • Atividades de networking e de partilha de informação;
  • Produção de catálogos de projetos/artigos/estudos (em papel e formato digital);
  • Produção de vídeos temáticos;
  • Base de dados num suporte (aplicação Web) que permita a gestão, atualização e divulgação, bem como o alojamento enquanto centro de documentação digital.

Divulgação e Atividade

Neste momento, o projeto RIAAC-AGRIdisponibiliza para consulta 175 projetos de investigação298 artigos científicos.

Produtos do Projeto

→ Consulte aqui o site do projeto ←

Comente este artigo
Anterior ISAG volta a avaliar impacto económico da Feira do Fumeiro de Montalegre
Próximo Compal lança sumo de Pêra Rocha do Oeste e framboesa do Algarve

Artigos relacionados

Últimas

Caixas-ninho e hotéis para insetos são importantes na estratégia de combate a pragas

As caixas-ninho e hotéis para insetos podem ter uma importância decisiva para estimular a biodiversidade e o controlo de pragas nas explorações agrícolas. […]

Últimas

DGAV divulga novo ofício por causa da Xylella fastidiosa

OFÍCIO CIRCULAR N.º 2/2019
Assunto: Primeira detecção de Xylella fastidiosa em Portugal
A 3 de Janeiro de 2019 foi confirmada a presença da bactéria Xylella fastidiosa numa sebe ornamental de Lavandula dentata presente no jardim do Zoo de Santo Inácio, […]

Últimas

Conversa solta Agro Santander: Jovens Agricultores

Falar sobre agricultura é falar sobre crescimento. E não há maior crescimento do que a percentagem de jovens agricultores que cada vez […]