Reposto efectivo de ovelhas perdido nos incêndios

Reposto efectivo de ovelhas perdido nos incêndios

O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, entregou hoje, simbolicamente, a última de 500 ovelhas Bordaleiras da Serra da Estrela, completando assim o efetivo desta raça autóctone perdido pelos pastores associados da ANCOSE – Associação Nacional de Criadores Ovinos da Serra da Estrela, durante os incêndios que afetaram a Região Centro em 2017.

Capoulas Santos cumpriu assim o compromisso assumido em outubro do ano passado, através da assinatura de um protocolo entre o Ministério da Agricultura e a ANCOSE, apoiando os pastores na compra e alimentação de borregas, até terem condições de integrarem os rebanhos.

A raça de ovelhas Bordaleiras da Serra da Estrela é responsável pela produção do leite a partir do qual é produzido o Queijo da Serra DOP, um produto certificado, de elevada qualidade, que muito contribui para a economia da região. Com um efetivo registado de 17.206 animais, mais 20% do que o existente em 2015, esta raça autóctone é apoiada através de fundos comunitários, sendo atribuído um prémio anual por cabeça.

O Ministro da Agricultura explicou que “o Governo está empenhado em melhorar os apoios às raças autóctones em sede de negociação da futura Política Agrícola Comum, tendo em conta a relevância destas raças para a manutenção da dinâmica dos territórios de baixa densidade, onde parte da população depende economicamente da produção animal, mas onde estão igualmente a ser criados produtos de altíssima qualidade, que representam valor acrescentado para a produção”.

Capoulas Santos sublinhou também “o empenho do Executivo no apoio à reconstrução e recuperação da região, um objetivo que vai sendo conseguido graças à tenacidade das populações e, sobretudo, das que se dedicam ao trabalho na terra”, deixando claro que “há um grande trabalho de prevenção e de preparação junto das populações para que nunca se repitam tragédias como a que atingiu o concelho de Oliveira do Hospital e muitos outros”.

O Ministro da Agricultura aproveitou para prestar contas dos apoios atribuídos no concelho aos 3.464 agricultores que receberam ajuda pública, dando nota que, dos 9,08 dos 10,3 milhões de euros atribuídos estão já integralmente pagos, enquanto o restante valor aguarda pela apresentação dos comprovativos de despesa por parte dos agricultores.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Presidente da Comissão Europeia quer bem-estar animal como um dos pilares da PAC
Próximo Poda mecanizada e colheita em contínuo de olivais de variedades portuguesas - 30 de julho - Monforte

Artigos relacionados

Últimas

Brexit é “um sonho” para estufa que produz tomate no Reino Unido

Cultivando com luzes LED cor-de-rosa, a Sterling Suffolk começa a colher tomates num prédio que fica no sudeste da Inglaterra. As colheitas vão concorrer com as importações que compõem a maior parte do que os britânicos compram e chegam num momento em que persistem os receios de que um Brexit sem acordo possa levar a tarifas ou obstáculos nos portos, […]

Últimas

Wine sector: Coming into force of the promotion regulations

Posted on 06/03/2020

The European Union Regulation for the promotion of EU wine entered into force on 3 February. […]

Nacional

Há espécies de aves ligadas a habitats agrícolas em declínio, alerta SPEA

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) alerta para o declínio de algumas espécies associadas aos habitats agrícolas, e diz ser necessário monitorizar eventuais impactos para a biodiversidade. […]