Relatório: Avaliação e contributo dos PDR para o setor Agrícola

Relatório: Avaliação e contributo dos PDR para o setor Agrícola

Na sequência do 15º Workshop de Boas Práticas da Rede Europeia de Desenvolvimento Rural (ENRD), realizado em formato online nos dias 9 e 10 de dezembro de 2020, a Comissão Europeia divulgou o relatório que resume os principais resultados obtido neste evento que teve o tema “Avaliação da Contributo dos PDR para um Setor Agrícola Competitivo e Viável” (Assessing the contribution of RDPs to a competitive and viable agricultural sector), e organização do Serviço de Assistência Europeu de Avaliação para o Desenvolvimento Rural.

O objetivo geral do workshop foi o de refletir sobre as experiências em relação à avaliação do contributo que Programas de Desenvolvimento Rural (PDR) podem dar para um garantir um setor agrícola competitivo e viável dentro de uma cadeia de abastecimento alimentar em bom funcionamen, e da capacidade da UE para a gestão de crises.

Os objetivos específicos foram:

  • Troca de práticas sobre os métodos e desafios para avaliar a competitividade ao longo da cadeia de abastecimento alimentar;
  • Discutir questões específicas identificadas que pudessem afetar a avaliação da competitividade ao longo da cadeia de abastecimento alimentar a posteriori e para além dela e identificar potenciais  abordagens/soluções para as mesmas.
  • Identificar as necessidades de apoio adicional às autoridades de gestão e avaliadores em relação às questões acima referidas para a preparação das avaliações e a construção de conhecimentos para futuras avaliações da PAC.

O evento reuniu 80 participantes de 25 Estados-Membros, incluindo as Autoridades de Gestão do PDR, avaliadores, representantes da Comissão Europeia, investigadores, Redes Rurais Nacionais, e outros partes interessadas na avaliação.

De acordo com o relatório agora disponibilizado, as intervenções dos PDR desempenham um papel importante ao contribuírem para melhorar a competitividade da agricultura, um dos principais objectivos da PAC. Os PDR podem intervir na competitividade do setor agrícola através de
operações de apoio com contribuições primárias para a Prioridade 1 (Transferência de conhecimentos e inovação), Prioridade 2 (Viabilidade e competitividade das explorações agrícolas) e Prioridade 3 (Promoção da organização da cadeia alimentar).

Consulte o relatório, disponibilizado no Centro de Recursos da RRN.

O artigo foi publicado originalmente em Rede Rural Nacional.

Comente este artigo
Anterior Alandroal vai plantar milhares de árvores para combater as alterações climáticas
Próximo Execução do PDR2020 "florestal" ponto de situação a 31-12-2020 e 10-01-2021

Artigos relacionados

Sugeridas

Las naranjas alcanzan precios muy superiores al año pasado


Según la Lonja de Valencia esta semana se ha recolectado más, aumentando la oferta, lo que ha provocado descensos en los precios. […]

Últimas

Que profissionais pretendemos para o sector florestal

A ANEFA – Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente foi hoje surpreendida pela publicação do Despacho 6559/2020 de […]

Nacional

Quercus quer apuradas responsabilidades de corte ilegal de azinheiras em Monforte

A associação ambientalista Quercus exigiu hoje que sejam apuradas responsabilidades sobre o abate de quase duas mil azinheiras e podas mal executadas a mais de mil árvores da […]