Reino Unido pode passar a estar sujeito aos mesmos controlos fitossanitários que países terceiros

Reino Unido pode passar a estar sujeito aos mesmos controlos fitossanitários que países terceiros

[Fonte: Vida Rural]

Numa situação de não acordo em relação ao Brexit, a partir do próximo dia 30 de março, o Reino Unido poderá passar a estar sujeito às mesmas restrições, proibições e controlo fitossanitário para hortofrutícolas que atualmente são aplicados a países terceiros.

Numa nota enviada às redações esta quinta-feira (7 de março), a Portugal Fresh explica que “os produtos vegetais que atualmente circulam no território da UE sem exigências fitossanitárias particulares (sem exigência de passaporte fitossanitário), poderão continuar a ser exportadas sem necessidade de Certificado Fitossanitário. Os vegetais e produtos vegetais que circulam no território da União com Passaporte Fitossanitário deverão ser sujeitos a inspeção fitossanitária para emissão dos respetivos Certificados Fitossanitários.”

“Igualmente, e numa situação de não acordo, o Reino Unido, a partir das 00H00 de 30 de março próximo passará a ser considerado país terceiro, passando a estar sujeitos às mesmas restrições e ou proibições e a controlo fitossanitário todos os vegetais e produtos vegetais importados do Reino Unido e que atualmente são aplicadas a países terceiros”.

“Alertamos que as exigências incluem também a obrigatoriedade de todas as embalagens de madeira (paletes, caixas, etc.)  terem que estar devidamente tratadas e marcadas de acordo com a norma ISPM15”, acrescenta a Portugal Fresh.

“No que respeita as sementes e batata semente, todas as variedades inscritas nos Catálogos Comuns de Variedades de Espécies Agrícolas e Hortícolas cuja seleção de manutenção esteja apenas a ser assegurada no Reino Unido e ou a sua inscrição tenha sido concretizada apenas pelo Reino Unido, serão retiradas destes catálogos não podendo as suas sementes/batata semente serem importadas para o território da União Europeia. O mesmo se passará com o restante material de propagação (videira, fruteiras). No caso das plantas ornamentais apenas será permitida a comercialização de variedades que estejam incluídas pelo menos numa lista de fornecedores de um Estado-Membro”, conclui a associação.

Comente este artigo

O artigo Reino Unido pode passar a estar sujeito aos mesmos controlos fitossanitários que países terceiros foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior Governo promete fiscalizar limpeza de terrenos a partir do final de março
Próximo Gestores dos fundos europeus vão aceder à base de dados do Fisco para acelerar candidaturas de empresas

Artigos relacionados

Sugeridas

Crédito Agrícola: Banco com pronúncia local é a escolha nacional

[Fonte: Crédito Agrícola]
Banco com Pronúncia local é a Escolha Nacional
O Crédito Agrícola foi eleito pela “Escolha do Consumidor 2019” como melhor Banco, na Categoria Pequenos e Médios Bancos.
A Instituição Financeira conquistou a preferência dos consumidores portugueses e obteve uma nota global de avaliação de 71,5% que teve em conta critérios como confiança e credibilidade, […]

Nacional

Nova associação de regantes integra CAR Alqueva

[Fonte: rádio Pax]
A recém-criada Associação de Proprietários e Beneficiários do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva já integra o Conselho para o Acompanhamento do Regadio de Alqueva — CAR Alqueva.
Um despacho do Ministro da Agricultura, publicado na semana passada em Diário da República (DR), […]

Últimas

Portugal é o quarto país da UE com maior área com oliveiras

[Fonte: Jornal de Negócios]

Portugal detém a quarta maior plantação de oliveiras, pelo menos em área, da União Europeia. O terreno dedicado pelas empresas portuguesas às oliveiras corresponde a 7% do total dos 28 Estados-membros. Os dados foram divulgados esta sexta-feira, […]