Regionalização é aprovada pelo país e rejeitada por Lisboa

Regionalização é aprovada pelo país e rejeitada por Lisboa

Uma sondagem da Pitagórica atribui a vitória ao “sim” num eventual referendo sobre a regionalização: 51% a favor e 39% contra. A vantagem de 12 pontos percentuais tem por base a aprovação em quatro das cinco regiões administrativas previstas para Portugal – apenas em Lisboa o “não” tem vantagem: 48% estão contra e 40% a favor.

A razão para este resultado pode cruzar-se com os resultados obtidos numa segunda pergunta feita no inquérito publicado na edição deste sábado do “Jornal de Notícias“: enquanto quase dois terços dos portugueses acha que há uma concentração de poderes em Lisboa, na próprio capital as opiniões quase que se dividem: 49% concordam que há um excesso e 46% julgam que essa divergência não é grave ou não existe.

Regressando aos resultados por regiões, são o Norte (54% a favor e 37% contra) e o Algarve (55% a favor e 35% contra) a mostrarem-se mais entusiastas com a hipótese de instituição de regiões administrativas em Portugal. Globalmente, um terço dos portugueses quer que seja realizado um referendo até 2020.

O estudo de opinião recolheu ainda a opinião sobre como deve ser escolhido um futuro chefe do Governo regional (77% dizem que deve ser eleito diretamente pelo povo) e aponta que transportes públicos, turismo, habitação, agricultura e ambiente deveriam ser competências prioritárias.

Relativamente aos votos por partido. são os eleitores do Bloco de Esquerda (57% a favor e 36% contra) e os do PS (54% a favor e 35% contra) que se mostram mais entusiastas. Os de PSD e CDS – apresentados aqui num bloco – dividem-se (48% a favor e 45% contra) e os da CDU opõem-se (39% dizem “sim” e 45% “não”).

A sondagem da Pitagórica foi realizada com recurso a 1.525 entrevistas telefónicas, realizadas entre 12 e 24 de agosto, de forma a que houvesse um mínimo de 300 respostas para cada região.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Governo Regional investe 40 milhões de euros na recuperação dos canais de rega
Próximo Incêndios. Mais de 80 operacionais combatem fogo no concelho de Alcobaça

Artigos relacionados

Nacional

Região de Aveiro avança com projetos e obras para defesa do Baixo Vouga Lagunar


O Conselho Intermunicipal da Região de Aveiro adjudicou a elaboração do projeto do “Sistema Primário de Defesa do Baixo Vouga Lagunar” […]

Últimas

Previsões agrícolas do INE: quedas de 10% no trigo e cevada. Arroz e batata crescem 5%

As previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 30 de Junho, apontam para uma diminuição generalizada nos rendimentos unitários dos cereais de Outono-Inverno, […]

Últimas

Flavescência dourada da videira. DGAV divulga zonas de intervenção prioritária

A A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária acaba de divulgar as listagens das freguesias que constituem as zonas de intervenção prioritária (ZIP) e das freguesias onde o Scaphoideus titanus Ball. […]