Regionalização é aprovada pelo país e rejeitada por Lisboa

Regionalização é aprovada pelo país e rejeitada por Lisboa

Uma sondagem da Pitagórica atribui a vitória ao “sim” num eventual referendo sobre a regionalização: 51% a favor e 39% contra. A vantagem de 12 pontos percentuais tem por base a aprovação em quatro das cinco regiões administrativas previstas para Portugal – apenas em Lisboa o “não” tem vantagem: 48% estão contra e 40% a favor.

A razão para este resultado pode cruzar-se com os resultados obtidos numa segunda pergunta feita no inquérito publicado na edição deste sábado do “Jornal de Notícias“: enquanto quase dois terços dos portugueses acha que há uma concentração de poderes em Lisboa, na próprio capital as opiniões quase que se dividem: 49% concordam que há um excesso e 46% julgam que essa divergência não é grave ou não existe.

Regressando aos resultados por regiões, são o Norte (54% a favor e 37% contra) e o Algarve (55% a favor e 35% contra) a mostrarem-se mais entusiastas com a hipótese de instituição de regiões administrativas em Portugal. Globalmente, um terço dos portugueses quer que seja realizado um referendo até 2020.

O estudo de opinião recolheu ainda a opinião sobre como deve ser escolhido um futuro chefe do Governo regional (77% dizem que deve ser eleito diretamente pelo povo) e aponta que transportes públicos, turismo, habitação, agricultura e ambiente deveriam ser competências prioritárias.

Relativamente aos votos por partido. são os eleitores do Bloco de Esquerda (57% a favor e 36% contra) e os do PS (54% a favor e 35% contra) que se mostram mais entusiastas. Os de PSD e CDS – apresentados aqui num bloco – dividem-se (48% a favor e 45% contra) e os da CDU opõem-se (39% dizem “sim” e 45% “não”).

A sondagem da Pitagórica foi realizada com recurso a 1.525 entrevistas telefónicas, realizadas entre 12 e 24 de agosto, de forma a que houvesse um mínimo de 300 respostas para cada região.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Fogos: 128 operacionais combatem chamas em Marco de Canavezes, situação de alerta até terça-feira
Próximo Incêndios. Mais de 80 operacionais combatem fogo no concelho de Alcobaça

Artigos relacionados

Dossiers

Governo anuncia até ao fim da semana apoios para o sector vitivinícola

O Governo deverá anunciar até ao final da semana um conjunto de medidas para ajudar o setor vitivinícola a enfrentar a crise provocada pela Covid-19, […]

LIVE

Live: 50 anos PNPG

50 anos PNPG […]

Dossiers

500 mil euros de financiamento para «Condomínio de Aldeias» em 11 municípios

São hoje assinados os contratos de apoio aos projetos “Condomínio de Aldeias – Programa de apoio às aldeias localizadas em territórios de floresta”, entre o Fundo Ambiental e 11 municípios. No […]