Região de Coimbra solidária com agricultores lesados por javalis

Região de Coimbra solidária com agricultores lesados por javalis

“A CIM da Região de Coimbra associa-se à posição da CNA para que o assunto seja discutido em plenário da Assembleia da República”, disse à agência Lusa o secretário executivo do organismo, Jorge Brito.

No final de uma reunião ordinária do Conselho Intermunicipal da CIM, realizada em Mortágua, distrito de Viseu, Jorge Brito adiantou que o apoio às iniciativas da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) foi aprovado por unanimidade.

“Os territórios que foram atingidos pelos incêndios [sobretudo em 2017] estão a ser muito afetados” pelo ataque dos javalis e outros ungulados às plantações e sementeiras, numa região onde predominam a pequena propriedade e a agricultura familiar, referiu, corroborando as denúncias da CNA e associadas, como a Associação de Agricultores do Distrito de Coimbra (ADACO), que têm promovido diversas iniciativas a alertar para a situação e a exigir ao Governo medidas de apoio extraordinário.

A ordem de trabalhos da reunião do Conselho Intermunicipal da CIM, realizada nos Paços do Concelho de Mortágua, incluía um ponto intitulado “Prejuízos na agricultura provocados por javalis e outros animais selvagens – petição”.

Nos últimos anos, javalis, veados e corços regressaram aos antigos habitats da região Centro, onde agora se multiplicam e arrasam culturas, levando frequentemente as famílias a desistir das explorações.

Os incêndios de 2017, em que morreram 116 pessoas e extensas áreas florestais foram destruídas, agravaram a situação, com milhares de animais com valor cinegético a rondarem as povoações em busca de alimento.

Além dos 17 municípios que integram o distrito de Coimbra, a CIM da Região de Coimbra, com sede nesta cidade e liderada por José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, inclui os concelhos de Mortágua (Viseu) e Mealhada (Aveiro).

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Câmara da Horta recolhe 70 toneladas de plásticos agrícolas no Concelho
Próximo Newsletter GPP | + Flash nº 40 - fevereiro 2020

Artigos relacionados

Últimas

Parlamento suspende inquérito relativo aos incêndios de Pedrógão

A Assembleia da República decidiu suspender o prazo de funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito à atuação do Estado no processo de atribuição de apoios na sequência dos incêndios ocorridos em 2017 na zona do Pinhal Interior. […]

Nacional

Luís Silva, diretor executivo da ASCENZA

SAPEC AGRO agora é ASCENZA!
A Sapec Agro Business é um player internacional que atua sobretudo nos mercados da Proteção e Nutrição de Culturas. […]

Últimas

Cinco eurodeputados portugueses em vice-presidências de Comissões do Parlamento Europeu

O eurodeputado do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Francisco Guerreiro, foi eleito primeiro vice-presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, ao somar 38 votos contra seis da candidata do grupo Identidade e Democracia, […]