Região de Coimbra solidária com agricultores lesados por javalis

Região de Coimbra solidária com agricultores lesados por javalis

“A CIM da Região de Coimbra associa-se à posição da CNA para que o assunto seja discutido em plenário da Assembleia da República”, disse à agência Lusa o secretário executivo do organismo, Jorge Brito.

No final de uma reunião ordinária do Conselho Intermunicipal da CIM, realizada em Mortágua, distrito de Viseu, Jorge Brito adiantou que o apoio às iniciativas da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) foi aprovado por unanimidade.

“Os territórios que foram atingidos pelos incêndios [sobretudo em 2017] estão a ser muito afetados” pelo ataque dos javalis e outros ungulados às plantações e sementeiras, numa região onde predominam a pequena propriedade e a agricultura familiar, referiu, corroborando as denúncias da CNA e associadas, como a Associação de Agricultores do Distrito de Coimbra (ADACO), que têm promovido diversas iniciativas a alertar para a situação e a exigir ao Governo medidas de apoio extraordinário.

A ordem de trabalhos da reunião do Conselho Intermunicipal da CIM, realizada nos Paços do Concelho de Mortágua, incluía um ponto intitulado “Prejuízos na agricultura provocados por javalis e outros animais selvagens – petição”.

Nos últimos anos, javalis, veados e corços regressaram aos antigos habitats da região Centro, onde agora se multiplicam e arrasam culturas, levando frequentemente as famílias a desistir das explorações.

Os incêndios de 2017, em que morreram 116 pessoas e extensas áreas florestais foram destruídas, agravaram a situação, com milhares de animais com valor cinegético a rondarem as povoações em busca de alimento.

Além dos 17 municípios que integram o distrito de Coimbra, a CIM da Região de Coimbra, com sede nesta cidade e liderada por José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, inclui os concelhos de Mortágua (Viseu) e Mealhada (Aveiro).

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Anterior Câmara da Horta recolhe 70 toneladas de plásticos agrícolas no Concelho
Próximo Newsletter GPP | + Flash nº 40 - fevereiro 2020

Artigos relacionados

Sugeridas

PAN quer mais apoios comunitários para agricultura tradicional

O cabeça de lista do PAN às europeias visitou este domingo o mercado de agricultura tradicional de Alvor, em Portimão, para apresentar as medidas de política europeia que defendam e apoiem os pequenos produtores de agricultura familiar. […]

Ofertas

Oferta de emprego – Regulatory Manager – Engenheiro agrónomo – Lisboa

Syngenta is a leading agriculture company helping to improve global food security by enabling millions of farmers […]

Dossiers

Melhores planos municipais, mudanças na lei e maior conhecimento. As recomendações do Tribunal de Contas para melhor defender a floresta

O Tribunal de Contas defendeu hoje que o Governo deve avançar com medidas administrativas para aumentar a qualidade dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), […]