Regadio da Camba reabilitado garante água já no Verão em Alfândega da Fé

Regadio da Camba reabilitado garante água já no Verão em Alfândega da Fé

O renovado regadio da barragem da Camba vai garantir água para regar, já neste verão, a mais de 150 agricultores de Alfândega da Fé, após um investimento de quatro milhões de euros em novas condutas, anunciou hoje a câmara.

A novidade foi avançada hoje pela câmara municipal do concelho transmontano com a indicação de que “está concluída a obra de reabilitação do regadio da Camba” que beneficia 320 hectares de terrenos agrícolas e mais de 150 agricultores das aldeias de Agrobom, Saldonha e Valpereiro.

Estes agricultores “vão, ainda neste verão, utilizar a água da barragem da Camba nas suas explorações agrícolas e pecuárias”, assegura o município do distrito de Bragança, salientando que se trata de “mais um importante passo na execução do ambicioso plano de investimento que pretende executar nos próximos anos para duplicar a área regada no concelho”.

O presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé, Eduardo Tavares, acompanhou a abertura das condutas do regadio, juntamente com a Junta de Agricultura da Camba e os responsáveis pela execução da obra e pôde “constatar a qualidade desta requalificação, tendo em conta os materiais, as infraestruturas e as excelentes condições criadas para a gestão futura do aproveitamento hidroagrícola”.

A intervenção feita serviu para “requalificar e modernizar as condutas de rega” e “custou cerca de quatro milhões e meio de euros, num investimento total para este projeto de mais de sete milhões de euros, cofinanciados pelo PDR (Plano de Desenvolvimento Regional) 2020 e pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural”.

O empreendimento da Camba foi construído há duas décadas e ao longo do tempo as condutas de abastecimento do regadio foram-se degradando, dando origem a perdas de +agua significativas.

A requalificação da rede visa “criar condições para impulsionar o setor agrícola” nesta zona do concelho, com o presidente da Junta de Agricultura da Camba, José Valentim Borges, a destacar “a importância do regadio para os agricultores” deste investimento.

Este projeto faz parte do Plano Nacional de Regadio e localiza-se no distrito de Bragança, aquele que a nível nacional concentra o maior volume de investimento nesta área.

Isso mesmo foi destacado pelo primeiro-ministro, António Costa, que visitou as obras em curso em Alfândega da Fé, aquando do arranque da iniciativa “Governo Mais Próximo”, em fevereiro.

Segundo o primeiro-ministro, o distrito de Bragança “é o que tem concentrado maior volume de investimento nesta área de regadio, seja na reabilitação de perímetros antigos, seja na criação de novos perímetros ou de novas barragens”.

António Costa concretizou que foram aprovados e estão a ser investidos 39 milhões de euros” e que haverá, “na segunda fase, mais 19 milhões exclusivamente para melhorar as condições de regadio na região”.

HFI//LIL

Lusa/fim

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior DRAPLVT promove videoconferência ‘Prevenção da COVID-19 – Preparação da Época de Colheitas’ - 31 de julho
Próximo Agricultores do Mondego exigem conclusão da obra hidroagrícola em cinco anos

Artigos relacionados

Últimas

CDS recomenda ao Governo medidas para defesa da sustentabilidade do rio Tejo

O Grupo Parlamentar do CDS-PP quer que a Assembleia da República recomende ao Governo que este dê cumprimento integral à Resolução da […]

Últimas

Estão a decorrer as candidaturas ao Pedido Único

O período de apresentação das ao candidaturas ao Pedido Único (PU) de 2020 encontra-se a decorrer até 15 de junho. […]

Candidaturas e pagamentos

PDR 2020: Coimbra tem 200 mil euros para investimentos na transformação e comercialização de produtos agrícolas

O Grupo de Acção Local CoimbraMaisFuturo – CMF – Associação de Desenvolvimento Local de Coimbra, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020), […]