Reconhecimento da «Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã» como entidade gestora das denominações

Reconhecimento da «Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã» como entidade gestora das denominações

Gabinete do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural reconhece a «Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã» como entidade gestora das denominações «Alheira de Barroso-Montalegre – IGP», «Chouriça de Carne de Barroso-Montalegre – IGP», «Chouriço de Abóbora de Barroso-Montalegre – IGP», «Presunto de Barroso – IGP», «Salpicão de Barroso-Montalegre – IGP» e «Sangueira de Barroso-Montalegre – IGP»

 É com sentimento de grande satisfação, entusiasmo e esperança num futuro de sucesso, que a Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã anuncia que esta Organização foi reconhecida como entidade gestora das denominações «Alheira de Barroso-Montalegre – IGP», «Chouriça de Carne de Barroso-Montalegre – IGP», «Chouriço de Abóbora de Barroso-Montalegre – IGP», «Presunto de Barroso – IGP», «Salpicão de Barroso-Montalegre – IGP» e «Sangueira de Barroso-Montalegre – IGP». Este importante reconhecimento foi atribuído pela Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural após analise da candidatura apresentada por esta Associação em Setembro de 2017. Após uma exaustiva análise, a candidatura mereceu os pareceres favoráveis da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte e da Direção Geral de Agricultura Desenvolvimento Rural (DGADR) na sequência do pedido de reconhecimento das denominações IGP – Indicação Geográfica Protegida em apreço. Este reconhecimento atribuído a esta Associação como entidade gestora da Certificação do Fumeiro de Barroso-Montalegre IGP e do Presunto de Barroso IGP, era um objetivo ambicionado há já bastantes anos, e agora concretizado, é um marco histórico de extrema importância para toda a fileira do Fumeiro de Montalegre. A certificação do Fumeiro de Montalegre com a indicação IGP – Indicação Geográfica Protegida, permite uma promoção assente numa marca geográfica, que é definida pela origem da matéria-prima e ingredientes e condimentos que são utilizados, e também no saber-fazer característico da região de Barroso. Desta forma, o Agrupamento de Produtores fica assim autorizado de forma oficial a promover o fumeiro dos seus produtores como Fumeiro de Barroso-Montalegre IGP após cumprimento dos requisitos constantes no caderno de especificações de cada produto, processo que será validado por uma entidade certificadora externa e independente, e ficará assim dotado de mecanismo legais por forma a proteger o Fumeiro de Barroso-Montalegre IGP contra a qualquer utilização abusiva , imitação, indicação falsa e qualquer outra prática quer na produção, quer na comercialização que induzam o consumidor em erro quanto á verdadeira origem do produto.

Este reconhecimento vem na altura ideal, uma vez que a Associação se encontra a executar o projecto Fumeiro de Montalegre – Cooperar para competir e Desenvolver, que entre outros objetivos visa também levar os produtores da região a aderirem à certificação dos seus produtos como Fumeiro de barroso-Montalegre – IGP e valorização no mercado nacional e internacional também como como produto IGP.

Uma IGP é um nome geográfico ou equiparado que designa e identifica um produto originário desse local ou região, que possui uma determinada qualidade, reputação ou outras características que podem ser essencialmente atribuídas à sua origem geográfica e que, em relação ao qual pelo menos uma das fases de produção tem lugar na área geográfica delimitada.

O Projecto Fumeiro de Montalegre decorre de uma candidatura aprovada ao Sistema de Incentivos às Ações Coletivas do Norte 2020 e estará em curso até janeiro de 2019, em Montalegre. O projeto é promovido pela Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã, em parceria com a Câmara de Montalegre, tendo por objetivo aumentar a competitividade e valorização da fileira do fumeiro, estimular a cooperação entre os agentes e incrementar os níveis de inovação nos processos de produção e comercialização.

#fumeiro  #montalegre #fumeirodemontalegre Norte2020

Comente este artigo
Anterior Simpósio Magos Irrigation Systems aponta caminhos para a rentabilidade do Olival e do Amendoal
Próximo Cascais já é uma CityFood

Artigos relacionados

Comunicados

A2S aprova 80 projetos de investimento e atribui 2 milhões de euros a fundo perdido na região saloia

A A2S – Associação para o Desenvolvimento Sustentável da Região Saloia, reconhecida pelo Portugal 2020 para a gestão dos fundos europeus estruturais e de investimento (FEADER, FEAMP, FEDER e FSE) com intervenção em Loures, Mafra, Sintra e Cascais, recebeu até ao momento um total de 143 candidaturas aos diferentes programas.

Comunicados

2017: o melhor ano da Companhia das Lezírias

A Companhia das Lezírias, S.A. (CL), empresa do Grupo Parpública, obteve em 2017 o melhor Resultado Operacional jamais alcançado, que foi de 4 milhões e 166 mil euros, num registo de crescimento anual desde 2012.

Comunicados

Divulgação da Missão Empresarial a Moçambique – 29/8/2018 a 6/9/2018

A CAL (Câmara Agrícola Lusófona) é uma ONG com plataforma que permite às organizações e às empresas estabelecerem parcerias para promover a internacionalização, a inovação e o empreendedorismo. […]