Quercus: Barragem do Pisão terá impactos ambientais negativos com culturas superintensivas

O Governo anunciou ontem, 7 de Junho, que aprovou o arranque da construção da Barragem do Pisão, no concelho do Crato, Alto Alentejo. Uma medida pedida há décadas pelos agricultores da região, mas a Quercus alerta para os “impactos ambientais negativos e elevados” da construção da barragem e receia “o alastramento descontrolado das culturas super-intensivas de regadio”.

O empreendimento de aproveitamento hidráulico de fins múltiplos do Crato, deverá estar concluído em 2027 e destina-se à produção eléctrica, abastecimento de água e rega. Um investimento de 168 milhões de euros.

Em comunicado, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza diz que “não pode deixar de alertar, desde já, com base no conhecimento e trabalho que tem na área abrangida, para os impactes ambientais negativos e elevados que a construção” da barragem “provavelmente terá”.

Culturas super-intensivas

Aqueles ambientalistas exigem que seja “realizada uma avaliação de impacte ambiental séria, exigente e credível que possa efectivamente dar a conhecer em detalhe aos cidadãos e aos organismos públicos e privados a verdadeira magnitude do impacte do projecto”.

“A Quercus não pode deixar de advertir, mais uma vez, nesta altura, para os impactes ambientais negativos que o alastramento descontrolado das culturas super-intensivas de regadio tem vindo a provocar em todo o Alentejo”, acrescenta o mesmo comunicado.

Segundo os ambientalistas, culturas super-intensivas essas que, “provavelmente, aumentarão caso a Barragem do Pisão seja construída”

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Fertipower oferece 15% de desconto em fertilizantes a visitantes da FNA 2019
Próximo Produção em modo biológico nos Açores vai ter mais ajudas do POSEI em 2020

Artigos relacionados

Sugeridas

Novos blocos de rega de Alqueva custam 235 milhões e já estão em construção

[Fonte: Tribuna Alentejo] Os 13 novos blocos de rega de Alqueva, que vão custar 235 milhões de euros e aumentar em cerca de 50 mil hectares a área regada pela aquela barragem, […]

Nacional

Praga de gafanhotos preocupa agricultores italianos

Uma praga de gafanhotos está a invadir a ilha italiana de Sardenha, destruindo várias explorações agrícolas nas regiões de Ottana e Orani. […]

Nacional

Semana Hortícola do Oeste – 10 de Abril – Torres Vedras

“Gestão agrícola sustentável – Soluções, propostas e técnicas para atingir o objectivo resíduos zero” é o tema da edição de 2019 da “Semana Hortícola do Oeste”. […]