Proteção Civil decreta alerta vermelho para 13 distritos a partir de quarta-feira

Proteção Civil decreta alerta vermelho para 13 distritos a partir de quarta-feira

O alerta vermelho, o mais elevado da escala, vai vigorar entre as 00:00 de quarta-feira e 23:59 de domingo, anunciou em conferência de imprensa, em Lisboa, o comandante nacional da ANEPC, Duarte Costa.

Os 13 distritos abrangidos pelo alerta vermelho são Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Santarém, Coimbra, Guarda, Portalegre, Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Viseu e Leiria.

A ANEPC decidiu manter o alerta laranja, o segundo mais alto da escala, para Beja e Faro, que já estava em vigor para estes distritos, e elevar de amarelo para laranja o alerta para Lisboa, Évora e Setúbal, entre quarta-feira e domingo.

Também presente na conferência de imprensa, o presidente da ANEPC, Mourato Nunes, realçou a importância de todos os portugueses estarem atentos ao risco de fogos florestais, lembrando que “só há incêndios se houver ignições”.

“É preciso haver uma grande disciplina para evitar incêndios desnecessários”, afirmou, garantindo que o dispositivo está montado para que haja uma intervenção rápida e eficaz, mas admitiu a ocorrência de imponderáveis e incêndios que se tornem incontroláveis.

O dispositivo previsto é composto por 11.492 operacionais no terreno, apoiados por 60 meios aéreos, estando ainda à disposição um helicóptero de reconhecimento.

Na conferência de imprensa, Nuno Moreira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), avisou que os próximos dias terão temperaturas muito elevadas, podendo atingir os 40 graus nas regiões sul e do Vale do Tejo e serem superiores a 30 graus no resto do território.

Preveem-se também noites muito quentes em Lisboa e Vale do Tejo, nunca descendo abaixo dos 20 graus e valores de humidade relativa bastante baixa, nomeadamente no litoral, o que não é habitual.

Espera-se ainda vento forte, sobretudo nas regiões montanhosas e no centro e norte do país.

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Detida suspeita de atear dois fogos em Mortágua
Próximo Cotações – Cortiça – Informação Semanal – 26 Agosto a 1 Setembro 2019

Artigos relacionados

Dossiers

“Cultura de canábis pode gerar uma mais-valia por hectare completamente inédita”

Fonte: [dinheiro-vivo]
A canábis medicinal pode ser a próxima aposta agrícola no Alqueva, depois do olival e da amêndoa. […]

Últimas

Escola Agrícola da Madeira recebe acção de esclarecimento sobre Sistema de Informação de Animais de Companhia

O Sistema de Informação de Animais de Companhia (SIAC), da DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária, organiza uma acção de esclarecimento na Escola Agrícola da Madeira, […]

Nacional

Acaba esta sexta-feira prazo para municípios limparem terrenos de proprietários incumpridores

As câmaras municipais têm até esta sexta-feira para assegurar a limpeza de terrenos, substituindo-se aos proprietários e outros produtores florestais em incumprimento, […]