Proposta de Acordo Setorial relativa à colheita noturna no Olival

Proposta de Acordo Setorial relativa à colheita noturna no Olival

As Associações signatárias reconhecem a necessidade de elaborar estudos científicos que permitam conhecer, com rigor, em que condições é que a colheita noturna mecanizada pode ter um impacto sobre a avifauna dos olivais.

As Associações signatárias, tendo conhecimento que estão já em curso estudos liderados pelas Autoridades competentes nesta matéria e que visam o referido propósito, manifestam desde já a sua inteira disponibilidade para colaborar ativamente com as entidades que têm a seu cargo a elaboração de tais estudos.

O conhecimento assim obtido, permitirá adotar medidas eficientes e sustentáveis que garantam o objetivo, por todos desejado, de evitar a perturbação destes ecossistemas.

Face ao exposto, as Associações signatárias reconhecem a necessidade de recomendar, sempre que surja risco de impacto negativo na avifauna, a suspensão temporária e de forma preventiva a colheita nocturna mecanizada, enquanto os referidos estudos científicos não estiverem concluídos e não houver um conhecimento seguro e fundamentado acerca dos impactos e das eventuais medidas de salvaguarda da avifauna.

As Associações signatárias acordam, assim, na recomendação da suspensão voluntária e temporária da colheita noturna mecanizada na presente campanha, sempre que surja risco de impacto negativo na avifauna.

Lisboa, 17 de Outubro de 2019

CAP

CASA DO AZEITE

CONFAGRI

OLIVUM

Comente este artigo
Anterior Recenseamento agrícola 2019: 25 de outubro: vai para o terreno a recolha de dados da 2ª operação estatística de maior dimensão em Portugal
Próximo Comunicado Olivum - Associação de Olivicultores do Sul: apanha mecanizada noturna de azeitona

Artigos relacionados

Últimas

Maria do Céu Albuquerque: Conjuntura apresenta-se favorável ao crescimento do setor suinícola

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque afirmou que «o País e o setor agropecuário mudaram […]

Últimas

“Incêndios reduziram significativamente a biomassa disponível”

[Fonte: O Jornal Económico]

A Associação de Produtores de Energia e de Biomassa (APEB) alerta para a escassez de matéria-prima devido aos fogos florestais que assolam o país todos os anos. […]

Nacional

Vacas alimentadas com girassóis de Viana do Castelo dão queijo “especial” em Barcelos

A primeira plantação de girassóis em Carreço, Viana do Castelo, tem mais de um hectare e vai alimentar cerca de 200 vacas de uma exploração de Barcelos para dar um queijo com “textura especial” […]