Prolongamento da proibição de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração

Prolongamento da proibição de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração

[Fonte: MAFDR] O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, determinaram o prolongamento da proibição de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração até ao dia 16 de maio, nos distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal.
O despacho conjunto foi assinado hoje e resulta dos seguintes fatores:
– As recentes informações disponibilizadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera que apontam para a manutenção do elevado risco de incêndio rural, decorrente do quadro meteorológico previsto para as próximas 48 horas, para a globalidade do território do Continente;
– O aviso à população da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil sobre o perigo de incêndio rural;
– O comunicado técnico-operacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil que determina o prolongamento do Estado de Alerta Especial Amarelo do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais nos distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal até às 23h59 de dia 16 de maio.

Comente este artigo
Anterior Trinta cerejas por 350 euros? Aconteceu e por uma boa razão
Próximo ​Uma campanha pelos ares: com a época de incêndios à porta, Rangel sobrevoou área ardida em 2017

Artigos relacionados

Comunicados

Crédito Agrícola com resultado positivo de 64,2 milhões de euros em junho de 2018

Resultados não auditados de Junho de 2018
Lisboa, 28 de Agosto de 2018
PRINCIPAIS DESTAQUES

No primeiro semestre de 2018, o Grupo Crédito Agrícola apresentou um resultado líquido consolidado de 64,2 milhões de euros, para o qual o negócio bancário contribuiu com 58,4 milhões de euros (+34% face ao período homólogo). […]

Últimas

CNA e movimento de Coimbra e Midões manifestam-se contra insuficiência de medidas aos incêndios

[Fonte: CNA]
Medidas de facto justas e eficazes para acudir aos prejuízos dos Incêndios rurais.
Os afetados com os incêndios entre Julho e  Outubro de 2017 consideram insuficientes e mesmo desadequadas as medidas  de apoio  (umas avançadas  e outras   anunciadas) pelo  Governo, tendo em conta os avultados prejuízos sofridos pelas populações e pelos agricultores em especial. […]

Comunicados

Anpromis: Há uma praga de javalis. Agricultores pedem licença para matar

[Fonte: Anpromis]
São abatidos todos os anos em Portugal entre 20 mil a 30 mil javalis, mas estima-se que a população daquela espécie selvagem possa situar-se acima dos 100 mil e não para de aumentar Agricultores e proprietários de zonas de caça garantem que o país está perante uma situação de praga de javalis e, […]