Projeto Lidl de apoio a produtores nacionais reúne 180 candidaturas

Projeto Lidl de apoio a produtores nacionais reúne 180 candidaturas

A mais recente iniciativa do Lidl Portugal de apoio à produção nacional – ‘Da Minha Terra’ – reuniu 180 propostas, em apenas um mês. As apresentações presenciais, nas áreas de Charcutaria, Queijos, Doces e Bolos Secos, já decorreram.

O projeto Da Minha Terra, a mais recente iniciativa do Lidl Portugal lançada em finais de setembro para apoiar produtores portugueses, reuniu, em apenas um mês, um total de 180 candidaturas nas áreas da Charcutaria, Queijos, Doces e Bolos Secos – um número que reforça a relevância desta oportunidade, sobretudo no atual contexto de dificuldade que os produtores nacionais atravessam.

As candidaturas, que decorreram entre 28 de setembro e 31 de outubro, foram avaliadas de acordo com o critérios previamente definidos – capacidade de fornecimento de forma regular no mínimo de 50 lojas Lidl; possuir uma certificação de qualidade mínima HACCP (entre outras que tenham); identificar produtos com certificação DOP, IGP, ETG, entre outras; identificar se são empresa com Selo PME; qual a percentagem de matéria prima nacional no produto; capacidade de desenvolvimento de ‘caixas expositoras’; – e  potencial dos produtos propostos.

Do total das candidaturas recebidas, das mais variadas regiões de todo o país, o Lidl selecionou cerca de 70 produtores que, por cumprirem os critérios pré-definidos na sua totalidade, foram convidados a apresentar os seus produtos de forma presencial num formato de pitch.

Este momento permitiu conhecer de forma mais aprofundada os diferentes produtores, sendo notável a vontade de ultrapassar as adversidades que muitos enfrentam no atual contexto, bem como a qualidade dos produtos portugueses, revelando o que melhor se faz em Portugal. Adicionalmente, foi possível conhecer empresas familiares, que remontam a várias gerações, e contam com a ambição de crescer e modernizar as mesmas, procurando inovar.

Após este momento, seguir-se-á o teste e degustação dos produtos, bem como as potencialidades de cada produtor e respetivos artigos.

De acordo com Alexandra Borges, Diretora Geral de Compras do Lidl Portugal “As candidaturas ao projeto Da Minha Terra superaram as nossas expectativas. Esta é, mais uma prova, da importância deste projeto e da responsabilidade que sentimos enquanto um dos principais players no setor do retalho alimentar a atuar em Portugal, perante este contexto de maior adversidade para muitos produtores nacionais.”

Todos os produtos que entrarem a propósito desta iniciativa serão comercializados com a chancela ‘Da Minha Terra’, e estarão disponíveis em áreas específicas nas lojas Lidl, de acordo com as necessidades do produto em questão. Como forma de dar a conhecer os seus produtos e potenciar o seu negócio o Lidl irá manter a marca e nome do produtor, ajudando também desta forma ao sucesso dos negócios dos pequenos produtores.

O apoio à produção nacional é uma das prioridades do Lidl, que ao longo dos anos tem vindo a intensificar o seu compromisso, apostando num trabalho de proximidade e relações de verdadeira parceria com produtores e fornecedores portugueses. Só no ano de 2019, o Lidl ajudou a exportar 228 produtos nacionais no valor de cerca de 150 milhões de euros, impulsionando as vendas de 85 fornecedores e no primeiro semestre de 2020, aumentou em 15% em valor as compras aos produtores nacionais, face a 2019.

Comente este artigo
Anterior Projeto internacional liderado pela UC conquista 10 milhões de euros para estudo de grandes incêndios florestais
Próximo Assembleia Geral da CNA reafirmação da luta em defesa da Agricultura Familiar e da Soberania Alimentar

Artigos relacionados

Últimas

Covid-19: Feira do queijo de Seia ‘online’ prolongada até 13 de abril

A feira do queijo de Seia, no distrito da Guarda, que este ano decorre ‘online’ por causa da pandemia, foi prolongada até ao dia 13 de abril, devido “ao elevado sucesso de vendas”, foi hoje anunciado. […]

Últimas

Alqueva, um compromisso com o futuro

“Alqueva, um compromisso com o futuro”, versão PT […]

Sugeridas

Inflação na China acelera devido a surtos de peste suína

Aumento deveu-se sobretudo ao preço da carne suína – parte essencial da cozinha -, que subiu 46,7%, face ao mesmo mês do ano anterior. […]