Projeto InnoVar já arrancou

Projeto InnoVar já arrancou

Foi na passada semana que se realizou a reunião de abertura do InnoVar, projeto que pretende melhorar a eficácia e precisão dos testes varietais de várias plantas para facilitar a tomada de decisão dos produtores.

Com 21 parceiros europeus, o projeto irá usar uma abordagem integrada que inclui um conjunto de dados recolhidos em ensaios de campo em diversos locais da Europa e incorpora genómica, fenotípica e machine learning.

De acordo com a Consulai, um dos parceiros da iniciativa, as metas passam por “apoiar a introdução de novas variedades que sejam adequadas para a finalidade, de modo a permitir níveis de produtividade mais altos e estáveis, aumentar o retorno económico dos agricultores, desenvolver modelos experimentais e ferramentas para melhorar a performance e a sustentabilidade dos testes de novas variedades, apoiar as atividades da rede de agências de análise de variedades a nível nacional e europeu e melhorar a informação e recomendação do desempenho de variedades disponível para os agricultores.”

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior A importância da utilização de tecnologia de precisão na agricultura: o caso da cultura do milho.
Próximo App portuguesa para gestão de experiências enoturísticas apresenta-se na Web Summit

Artigos relacionados

Dossiers

Maria do Céu Albuquerque defende uma PAC mais forte

Maria do Céu Albuquerque participou, hoje, através de videoconferência, no Conselho de Ministros da União Europeia | Agricultura e Pescas, […]

Últimas

É do Fundão e só do Fundão. Comissão Europeia certifica a famosa cereja

A ‘Cereja do Fundão’ é desde hoje um produto com Indicação Geográfica Protegida (IGP), segundo divulgou a Comissão Europeia, que aprovou o […]

Sugeridas

Continente lança campanha sobre produtos frescos

A cadeia de supermercados Continente lançou uma nova campanha publicitária multimeios dedicada aos produtos frescos, subordinada ao conceito “Os nossos frescos chegam ao sabor da Natureza”. […]