Projeto de biotecnologia para desenvolver o crescimento e a multiplicação de plantas vence concurso de ideias do AgriEmpreende

Projeto de biotecnologia para desenvolver o crescimento e a multiplicação de plantas vence concurso de ideias do AgriEmpreende

Iniciativa é promovida pelo Agrocluster e pelo InovCluster

3 de dezembro de 2018

Um método que permite produzir plantas de elevado valor acrescentado, a utilização de terrenos marginais para a produção de biomassa e remoção/controlo de espécies invasoras e snacks de fruta desidratada com sabor a Moscatel. São estes os três projetos vencedores da 2ª edição do Concurso de Ideias de Negócio do projeto AgriEmpreende, que recebeu 14 candidaturas no total. O projeto tem como entidade líder o Agrocluster e como copromotor o InovCluster.

A Bioexplant foi a grande vencedora do concurso. Trata-se de um projeto na área da biotecnologia vegetal que pretende utilizar diferentes métodos laboratoriais (micropropagação in vitro) e de crescimento como a hidroponia, com o objetivo de produzir plantas de elevado valor acrescentado. Relativamente ao processo laboratorial, a Bioexplant está a desenvolver um processo de produção baseado numa investigação científica, que tem permitido desenvolver o crescimento e a multiplicação de plantas através de bioreatores. Este método tem-se mostrado altamente eficiente, obtendo uma grande taxa de multiplicação e consequente crescimento no último ano e meio.

A CanaBogne, segunda classificada, utiliza terrenos marginais (seja por dimensão ou caracteristicas do solo ou relevo) para a produção de biomassa e para a remoção/controlo de espécies invasoras selecionadas. Tem como objetivos o controlo de erosão de solo, a aplicação de tecnologias de agricultura de precisão e a gestão de terrenos baldios.

O pódio fica completo pela empresa Sabor a Moscatel, que desenvolveu snacks de fruta desidratada com sabor a Moscatel, com base em fruta portuguesa das mais diversas variedades regionais.

Os três vencedores vão receber os seguintes prémios: 5000€ para o primeiro classificado, 3000€ para o segundo e 1000€ para o terceiro. Para além do valor monetário, o prémio inclui pré-incubação física para desenvolvimento do projeto em sistema de co-working por um período de 3 meses na Startup Santarém ou no Cei – Centro de Empresas Inovadoras, e incubação física pós início de atividade em sistema de co-working reservado por um período de 6 meses na Startup Santarém ou no Cei – Centro de Empresas Inovadoras.

As candidaturas foram avaliadas pelo júri do Concurso, composto por Luis Farinha (Docente do Departamento de Gestão e Economia e Investigador NECE – Research Center in Business Sciences da UBI), Cristina Pintado (Responsável Técnico do Laboratório de Microbiologia e Responsável Técnico do Laboratório de Análise Sensorial do CATAA – Centro de Apoio Tecnológico Agroalimentar de Castelo Branco), Carlos Lopes de Sousa (Presidente da Direção do Agrocluster), Fernando Zuzarte Reis – (CEO da Sociedade Lusitana de Destilação, SA e Vice-presidente da Direção do Agrocluster) e António Fonseca Ferreira (ex-presidente da CCDR Lisboa e Vale do Tejo e CEO da Manual).

Segue-se agora um programa de aceleração para os projetos vencedores, que se juntam a outros empreendedores para esta ação a decorrer nas próximas quatro semanas, no CEI (Centro de Empresas Inovadoras), em Castelo Branco.
O projeto AgriEmpreende visa a criação e dinamização de uma estrutura técnica de apoio ao empreendedorismo que potencia a geração de ideias de negócio, a criação de novos produtos e novas empresas na fileira agroalimentar, especialmente ao nível do empreendedorismo qualificado e criativo.

→Consulte mais informações aqui←

É promovido pelo Agrocluster em parceria com o Inovcluster, financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização.

Comente este artigo
Anterior Workshop sobre empreendedorismo de base tecnológica no TERINOV - 6 de dezembro - Angra do Heroísmo
Próximo Previsiones negativas para el turismo rural en el puente de diciembre: descienden las reservas un 38.06%

Artigos relacionados

Últimas

Organizações de Agricultores das Regiões Ultraperiféricas reagem em conjunto a favor da manutenção do orçamento POSEI

Foi com expetativa que as organizações de agricultores das Região Ultraperiféricas (RUP) aguardaram os resultados da reunião do Conselho Agricultura do passado dia 21 de Setembro, […]

Sugeridas

Síntese estatística do Pedido Único (PU) 2019

SÍNTESE ESTATÍSTICA PEDIDO ÚNICO 2019
O IFAP disponibilizou a Síntese estatística do Pedido Único (PU) 2019 relativa às Candidaturas e aos Atendimentos do Parcelário e Formulários de Identificação do Beneficiário apresentados no período de candidaturas ao PU 2019. […]

Nacional

Culturas intensivas dividem agricultores e ambientalistas

[Fonte: Diário do Alentejo] A “invasão” do Alentejo por culturas intensivas “atraídas” pelo regadio do Alqueva está a gerar polémica, […]