Projecto europeu de leguminosas envolve cidadãos

Projecto europeu de leguminosas envolve cidadãos

Os cidadãos europeus podem começar a participar nas actividades desenvolvidas pelo projecto europeu Increase – Intelligent Collections of Food Legumes Genetic Resources for European Agrofood Systems (Colecções Inteligentes de Recursos Genéticos de Leguminosas para os Sistemas Agroalimentares Europeus), que tem como mote «aumentar a biodiversidade da agricultura na Europa» e promover o cultivo e o consumo de leguminosas, envolvendo os cidadãos. Iniciado em Maio de 2020, está focado em quatro leguminosas – feijão, grão-de-bico, lentilha e tremoço – e visa desenvolver ferramentas e métodos para «implementar uma nova abordagem de conservação, gestão e caracterização de recursos genéticos através da investigação participativa», com cidadãos da Europa.

Com o foco inicial no feijão, os cidadãos podem inscrever-se aqui, até 1 de Março próximo, para receber sementes de variedades regionais desta leguminosa e, com a ajuda de uma aplicação desenvolvida para o efeito, levar a cabo um conjunto amplo de actividades descentralizadas: plantar, cuidar, recolher informações, propor boas práticas, consumir, propor receitas, multiplicar as sementes, partilhar as sementes. Com esta iniciativa de «Ciência do Cidadão» pretende-se contrariar problemas de falta de financiamento e de trabalho de conservação neste tipo de recursos genéticos e também melhorar a nutrição ao promover dietas saudáveis que incluem leguminosas.

O projecto Increase reúne 28 entidades de 14 países europeus, onde se inclui Portugal, através do Centro de Biotecnologia e Química Fina (CBQF), laboratório associado da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto. Tem a duração de cinco anos e um orçamento de sete milhões de euros, financiado pelo programa Horizonte 2020, da União Europeia.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Plataforma Sabores com Raça
Próximo O desafio do abandono da terra depois de 2020 e medidas possíveis para mitigar seus efeitos

Artigos relacionados

Nacional

Vinhos orgânicos, biodinâmicos e veganos: diferenças e características

“Quem vê uma taça cheia de vinho às vezes nem imagina por quantos processos a bebida passou até chegar ali. […]

Últimas

Município do Bombarral assinalou o Dia Mundial da Árvore


O presidente da Câmara Municipal do Bombarral, Dr. Ricardo Fernandes, desloucou-se, no dia 21 de março de 2019, ao Centro Escolar para plantar uma árvore com os alunos deste estabelecimento de ensino, […]

Nacional

Mercadona comprou mais de 2500 toneladas de kiwi nacional em 2018

Numa estratégia de reforço da sua aposta no setor primário português, a Mercadona comprou, em 2018, cerca de 2500 toneladas de kiwi verde à […]