Produção de vinho deverá crescer 10% nesta campanha

Produção de vinho deverá crescer 10% nesta campanha

[Fonte: Vida Rural]

A produção de vinho deverá registar um crescimento de 10% para 6,7 milhões de hectolitros na campanha de 2019/2020, revelam as previsões do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) divulgadas esta sexta-feira (2 de agosto). De acordo com o IVV, esta produção representa um aumento de 4% face à média das últimas cinco campanhas.

As melhores produções são esperadas nas regiões do Douro, Dão ou Beira, que esperam aumentos de cerca de 30% face ao período homólogo. As únicas exceções deverão ser as regiões de Lisboa e Tejo, para as quais são esperadas quebras de 10% e 5%, respetivamente nas produções desta campanha. No Alentejo, a produção de vinho deverá crescer 10%, assim como na Península de Setúbal.

De acordo com o IVV, os bons resultados desta campanha devem-se às condições climatéricas favoráveis, com as vinhas a apresentarem-se, no geral, “bem desenvolvidas e em bom estado fitossanitário, não havendo registo de pragas ou doenças com impacto significativo”. Pelo que, e mantendo-se estas condições até à vindima, “perspetiva-se a produção de vinhos de muito boa qualidade”.

Comente este artigo

O artigo Produção de vinho deverá crescer 10% nesta campanha foi publicado originalmente em Vida Rural.

Anterior Crianças que nascem em zonas rurais têm sistemas imunitários mais fortes
Próximo Produção de vinho deverá aumentar 10% para quase 7 milhões de hectolitros

Artigos relacionados

Últimas

Dia Nacional da Agricultura vai reunir quatro mil crianças em Santana

[Fonte: Açoriano Oriental]

Durante a manhã de quarta-feira, cerca de quatro mil crianças, vão trocar a escola pela vida no campo e poder aprender como se cultiva e produz os alimentos que chegam à […]

Nacional

Regionalizar é preciso

[Fonte: Público]

Portugal é um país extremamente desigual. Grande parte da população, bem como a maior parte da riqueza, […]

Nacional

Monchique aposta em “revolução” na gestão da floresta para prevenir os incêndios


A defesa de mais competências e autonomia na gestão do território por parte das autarquias locais, a maior monitorização e acompanhamento por parte das Câmaras Municipais no que diz respeito à […]