Primeira participação da InovCluster na Marocco FoodExpo

Primeira participação da InovCluster na Marocco FoodExpo

A InovCluster – Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro, marcou presença entre os dias 8 e 10 de dezembro na 2ª Edição do Marocco Food Expo, em Casablanca, Marrocos.

A ação portuguesa contou com a presença de uma gama alargada de produtos de empresas do setor agroalimentar português que procuram oportunidades no mercado marroquino.

No decorrer da feira realizou-se uma degustação dos produtos representados, tendo sido observada uma resposta bastante positiva por parte dos visitantes. Foram apresentados novos produtos que apesar de não se inserirem nos costumes dos hábitos alimentares marroquinos tiveram uma boa apreciação.

Aqueles, cuja expressão já está instituída na cultura local, como é o caso do mel, das compotas e do azeite, foi apreciada a qualidade e originalidade dos produtos apresentados, como sendo fatores determinantes neste mesmo feedback.

Tendo o mercado marroquino, pouca expressão de produtos de origem portuguesa, e estando este numa fase de abertura e procura de produtos de novas origens, a InovCluster identifica este como sendo um mercado com grande potencial de exportação para as empresas portuguesas do setor, sendo reflexo do elevado numero de oportunidades de negocio identificadas durante a ação.

Esta ação promocional contou ainda com o apoio da AICEP Marrocos e da CCISPM – Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Portugal em Marrocos, contando com a presença dos diretores de ambas as instituições, Dr. Rui Cordovil e Dr. José Maria Teixeira, respetivamente.

A ação insere-se no âmbito do projeto AgriExport, uma iniciativa de promoção internacional e de capacitação das PME’s do setor agroindustrial, promovida pelo INOVCLUSTER e ANIMAFORUM com o objetivo de promover o aumento das exportações e a visibilidade internacional de Portugal e financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 795.554,25€, dos quais 676.221,12€ são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Comente este artigo
Anterior Rendimento da atividade agrícola deve cair 2,4% em 2017
Próximo Portugal estreia-se como anfitrião do World Olive Oil Summit

Artigos relacionados

Últimas

Portugal tem duas plantações de ópio e uma de cannabis e há mais dois projectos em espera

[Fonte: Gazeta Rural]

Portugal ainda não prevê o uso clínico da cannabis, mas isso não o impede de se estar a transformar num destino de eleição para as multinacionais que se dedicam ao cultivo daquela substância psicoactiva. Além da plantação de cannabis existente em Évora desde 2014, […]

Últimas

Prémio Nacional de Agricultura. NativaLand distinguida na categoria “novos projetos”

[Fonte: Voz do Campo]

A empresa start-up criada no final de 2016 por acionistas Portugueses e Irlandeses, está focada em fornecer aos agricultores europeus planta de batata doce de geração 1, de alta qualidade e limpa de vírus.
O crescimento do Mercado de batata doce na Europa nos últimos anos tem sido muito elevado, […]

Nacional

Incêndios: Governo disponibiliza 600 toneladas de alimentos para animais até sexta-feira

[Fonte: Correio da Manhã]

O Governo vai disponibilizar até sexta-feira 600 toneladas de rações para animais nas cinco plataformas logísticas criadas para apoiar os produtores agropecuários afetados pelos incêndios de dia 15, disse esta quarta-feira o secretário de Estado da Agricultura.
“Vamos distribuir as quantidades necessárias para acudir à […]