Presidente devolve ao parlamento diploma sobre Casa do Douro para “reflexão adicional”

Presidente devolve ao parlamento diploma sobre Casa do Douro para “reflexão adicional”

[Fonte: Observador] Presidente devolve ao parlamento diploma sobre Casa do Douro para “reflexão adicional”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai devolver ao parlamento o diploma da Casa do Douro, pedindo “reflexão adicional” sobre a sua restauração como associação pública, informou este sábado a Presidência da República.

“Visando solicitar à Assembleia da República uma reflexão adicional sobre a adoção da fórmula de associação pública, os seus contornos concretos e, em particular, o exercício de funções reservadas a entidades patronais e sindicais, o Presidente da República informou o presidente da Assembleia da República de que decidiu devolver, sem promulgação, o Decreto n.º 293/XIII, que restaura a Casa do Douro enquanto associação pública e aprova os seus estatutos”, segundo a nota divulgada online pela Presidência da República.

A Assembleia da República (AR) aprovou em 5 de abril um projeto de lei conjunto do PS, BE, PCP e PEV que restaura a Casa do Douro como associação pública de inscrição obrigatória e reverte a posse do edifício sede, em Peso da Régua, distrito de Vila Real, para a nova associação a ser criada. A legislação aprovada no parlamento foi contestada pelos representantes das áreas da produção e comércio no conselho interprofissional do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP).

Os 22 conselheiros que representam as duas profissões com assento no órgão de gestão da região aprovaram por unanimidade um documento de “repúdio” da legislação aprovada e solicitaram à Assembleia da República e ao Presidente da República a “sua não promulgação por vícios de inconstitucionalidade e por criação de entorses insanáveis e prejudiciais na Região Demarcada do Douro”.

Criada em 1932 para defender os viticultores e a viticultura duriense na mais antiga região regulamentada e demarcada do mundo, a Casa do Douro foi perdendo atribuições até que a sua dimensão pública foi extinta em dezembro de 2014, no Governo PSD/CDS-PP, e a sua gestão entregue a uma organização privada, a Federação Renovação do Douro.

Comente este artigo
Anterior Presidente da República devolve diploma sobre Casa do Douro à Assembleia da República
Próximo Aumenta la demanda y los precios suben en el porcino de capa blanca

Artigos relacionados

Últimas

Carne cachena da Peneda DOP galardoada no concurso Great Taste 2017

Entre Maio e Setembro de 2017 realizou-se o concurso Great Taste 2017, um dos eventos mais prestigiados em certames responsáveis pela descoberta de produtos alimentícios de qualidade excepcional, do sector da alimentação e dos produtos de excelência.
O “GREAT TASTE” – O MELHOR SABOR foi criado em 1994, […]

Nacional

Agricultores lesados pelos Javalis recebidos na Assembleia da República

[Fonte: Agricultura e Mar]
A CNA — Confederação Nacional da Agricultura tinha dado um prazo, até 17 de Maio de 2019, para o Ministério da Agricultura se mostrar favorável ao pagamento de indemnizações aos “lesados pelos javalis”.
Quase no fim do prazo, […]

Últimas

“Bagas de Portugal” dinamiza seminário sobre pequenos frutos

[Fonte: Voz do Campo]
A Cooperativa Bagas de Portugal dinamiza no próximo dia 02 de Março o seminário “Drosophila Suzukii (Matsumura) – influência, rentabilidade, controlo e meios de luta nas explorações de pequenos frutos”, a decorrer no auditório do Vougapark, em Sever do Vouga. […]