Presidente da CAP dirige mensagem aos agricultores sobre o COVID-19

Presidente da CAP dirige mensagem aos agricultores sobre o COVID-19

Caros Colegas

Neste momento em que o País entra em regime de contingência generalizado, importa que o nosso sector de posicione de forma pró-activa e imbuído de um espírito de atenção e serenidade.

A CAP tem mantido contacto com o topo da cadeia da distribuição e temos referido que os produtos alimentares com origem na produção nacional, para além de seguros, estão em produção regular, pelo que não se vislumbram quebras nos circuitos normais de abastecimento.

Contudo, numa qualquer cadeia, quando falha um elo, e até que esse elo seja reposto, toda a cadeia se ressente. 

É por isso importante redobrar esforços e medidas que minimizem quaisquer notícias de falhas.

Os agricultores portugueses têm provado ao longo dos tempos que são capazes de ultrapassar períodos críticos. 

Aconteceu por diversas vezes nos últimos anos, como todos se recordam, e todas as crises foram superadas.

Importa por isso passar uma mensagem de confiança no sector, em particular aqueles que estão mais relacionados com os produtos de grande rotatividade, como são os frescos – frutas, legumes, ovos, leite, carne – e estreitar o relacionamento com os circuitos de comercialização e abastecimento do mercado.

Faço um apelo generalizado para que não se aproveite esta situação de crise para provocar oscilações nos preços, retirando em absoluto da equação a especulação. 

Isto é válido para os dois lados, para quem compra, mas também para quem vende. 

O momento é de elevada complexidade e temos todos o nosso papel na cadeia.

Têm-se verificado já algumas quebras, motivadas pela “corrida” aos supermercados, mas a montante há condições de repor.

 É esta a mensagem que pretendo deixar, que essa cadeia mantenha o mais possível a sua cadência, por forma a que as pessoas sintam que as eventuais quebras são pontuais e que o fornecimento será reposto.

Portugal precisa da agricultura, precisa dos seus agricultores.

Mantenhamo-nos em contacto e unidos.

Eduardo Oliveira e Sousa

Presidente da CAP

O artigo foi publicado originalmente em CAP.

Subscreva as nossas newsletters aqui.

Comente este artigo
Anterior Clínica veterinária agrícola vende “moscas” a produtores de bovinos
Próximo ADIADO - 41.ª Reunião de Primavera da SPPF 2020 - 16 e 17 de abril - Castro Verde

Artigos relacionados

Últimas

Especialistas defendem que avanços tecnológicos vão assegurar alimentação no futuro

Para marcar o arranque do ciclo de debates e conferências dedicados à Ciência e à Educação, a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) convidou três investigadoras da rede GPS (criada pela fundação que localiza, […]

Comunicados

ADPM acolhe jornada de discussão sobre alterações climáticas e medidas de adaptação na pecuária extensiva

Mértola, 20 de março de 2019

No próximo
dia 22 de março, terá lugar, na sede da ADPM, em Mértola, uma reunião no âmbito
das Jornadas de Discussão do projeto LIFE Live Adapt “Modelos de adaptação da
pecuária extensiva na Europa às Alterações Climáticas”. […]

Últimas

Golas antifumo. Costa diz que Governo está tranquilo” quando “sistema de justiça funciona”

O primeiro-ministro afirmou que “o Governo está tranquilo” cada vez que “o sistema de justiça funciona”, numa altura em que decorrem buscas no Ministério da Administração Interna (MAI) e na Autoridade Nacional da Proteção Civil, […]